3 de fevereiro de 2014

3 Razões para teres o teu Frasco da Gratidão

[Copyright: Sara Duarte]

Lembram-se do desafio “Frasco da Gratidão”? Há uma semana atrás abri, finalmente, todos os papelinhos que tinha no meu frasco de 2013!

Sabem aquelas coisas que estamos constantemente a adiar? O Frasco da Gratidão é uma óptima ferramenta para deixarmos de ser um mero espectador das nossas vidas e passarmos a ter o papel principal, um papel activo. Qualquer que seja o objectivo que tenhamos adiado por falta de incentivo, cumprir os nossos desafios diários e escrever apenas umas frases sobre isso dá uma motivação extra para continuar, torna-se até viciante!
E objectivo pode ser de qualquer tipo: aprender uma língua, correr uma maratona, parar de fumar, perder peso, tirar um curso, escrever um livro, reservar mais tempo para passar com os amigos e família, aprender a cozinhar, viajar, aprender a tocar um instrumento, etc.


À medida que eu ia abrindo os papelinhos, fui redescobrindo imensos momentos e imensas coisas que me fazem sorrir. Fiquei grata por:

> ter organizado o almoço anual de família com outros primos (este almoço inclui todas as famílias dos descendentes da minha bisavó, mãe do meu avô materno!).

> ter feito novos amigos e ter reencontrado antigos.

> ter tido boas notas quando pensava que não estava preparada para tal. E ter ido a essas datas de avaliação (geralmente só ia quando tinha mesmo a certeza que teria boa nota, tem sido um verdadeiro desafio quebrar essa mania).

> conseguir almoçar em restaurantes cheios e com imenso barulho (para tal, é preciso ir e não deixar que a ansiedade me prenda em casa!).

> o meu namorado continuar a surpreender-me passados 4 anos.

> ter comprado mobília para a nova casa e ter tido a ajuda do meu pai e do meu namorado para montá-la.

> poder comprar 3 livros num só dia.

> ter conseguido ficar na fila do Continente sozinha numa tarde caótica no hipermercado (a ideia de ir para um sítio cheio de gente há uns anos atrás era suficiente para me deixar agoniada e trancada em casa)

> ser finalista.

> namorar o homem que eu amo.

> ter atravessado a Ponte 25 de Abril várias vezes (era uma das minhas maiores fobias).


Mas para ter motivos que me deixem grata é preciso trabalhar para eles! É preciso passar da teoria à prática! Para atravessar a ponte 25 de Abril tive de conduzir muitas vezes sobre outras. Para namorar o homem que eu amo, é preciso investir na relação. Para ser finalista e/ou ter boas notas é preciso trabalhar para isso. Para conseguir estar numa fila de supermercado sozinha, tive de aprender a lidar com a ansiedade quando estou sozinha, mesmo em sítios mais calmos, and so on!


Resumindo, consigo pensar imediatamente em 3 razões para manter este hábito e para tu aderires também:
  • Faz-nos olhar para o lado positivo das coisas.
  • Dá-nos motivação e força para continuarmos a lutar pelos nossos objectivos.
  • Faz-nos acreditar, mesmo quando estamos mais descrentes.

Eu já comecei a encher o meu Frasco da Gratidão de 2014!
Não queres aderir também a este desafio?
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...