30 de maio de 2014

A Minha Lista Verde

Nesta lista encontram-se todas as alterações que já implementei no meu dia-a-dia para diminuir a minha pegada ecológica. Pretendo mantê-la sempre actualizada e espero poder inspirar-vos a fazer o mesmo. Sintam-se à vontade para comentá-la sempre que quiserem e para sugerir outras ideias verdes.

Sempre que uma ideia for proveniente de um artigo de um blogue, site, revista ou livro, mencioná-lo-ei.


  1. Fecho a torneira enquanto lavo a loiça, as mãos e os dentes.
  2. Verifico, sempre, se a torneira ficou bem fechada. 
  3. Os autoclismos cá de casa possuem descarga controlada.
  4. Uso a máquina de lavar roupa e de lavar loiça apenas quando estão cheias e na temperatura mais baixa.
  5. Lavo o carro com um balde cheio de água e uma esponja e recorro à mangueira apenas no final.
  6. Uso papel higiénico reciclado.
  7. Separo e Reciclo o plástico, o vidro, o papel, as pilhas e baterias, os óleos, os fármacos e os pequenos electrodomésticos.
  8. Armazeno as rolhas de plástico e entrego-as num local próprio para possibilitar a construção de cadeiras de rodas.
  9. Não utilizo ar condicionado.
  10. Não utilizo produtos em latas de spray.
  11. Uso uma peça de roupa duas ou mais vezes, desde que se mantenham limpas e sem cheiros (dica 189 da lista da Vanessa).
  12. Reutilizo envelopes e embalagens.
  13. Aprendi a coser e a usar a máquina de costura para fazer os meus próprios arranjos.
  14. Uso, muitas vezes, a vassoura em vez do aspirador.
  15. Recuso os sacos de plástico nos supermercados e lojas.
  16. Uso lâmpadas de baixo consumo.  
  17. Evito água engarrafada. Comprei uma garrafa Bobble que possui um filtro próprio.
  18. Utilizo sacos de lixo biodegradáveis.
  19. Corro em parques e não utilizo aparelhos eléctricos para fazer exercício (dica 15 e 144 da lista da Vanessa).
  20. Asseguro-me que as luzes estão desligadas quando saio de casa (dica 25 da lista da Vanessa).
  21. Desligo todos os aparelhos eléctricos da tomada quando não estão a ser utilizados (dica 28 da lista da Vanessa).
  22. Compro conservas em vidro sempre que existe essa possibilidade.
  23. Tomo duches em vez de banho.
  24. Cancelei todas as subscrições de revistas.
  25. Deixo a roupa secar num estendal e não uso uma máquina de secar roupa (dica 230 da lista da Vanessa).
  26. Opto por produtos nacionais, sempre que existe essa possibilidade.



13 de maio de 2014

Receita Saudável: Salmão a Vapor no Forno

Hoje trago outra receita saudável, desta vez com um peixe que adoro, o salmão, cozinhado no forno. Foi a primeira vez que fiz uma receita em folha de alumínio, o que me deixou algo insegura quanto ao resultado final!

A receita é muito simples e tem ingredientes comuns. Ok, talvez o gengibre ainda não seja tão usual em nossas casas mas é um alimento muito saudável e versátil. Eu costumo congelá-lo e, depois, para usar, basta cortar uma ponta e ralar, nem sequer é necessário esperar que descongele! Não façam este prato sem o gengibre, dá mesmo outra vida ao peixe e aos legumes no forno!

Receita a dobrar para mim e o meu amor! :)

Salmão a Vapor no Forno:

Ingredientes:
  • 1 posta de salmão
  • ½ courgette
  • 1 tomate
  • Sumo de ½ limão
  • Sal
  • Pimenta
  • Gengibre
  • Manjericão

Modo de Preparação:

1 - Aquecer o forno a 200ºC
2 - Temperar o salmão com sal, pimenta, gengibre ralado e sumo de limão.
3 - Numa tigela, juntar a courgette cortada às rodelas, o tomate sem pele e sem sementes cortados em pequenos cubos e o manjericão. Temperar com sal e pimenta e misturar bem.
4 - Colocar papel alumínio numa travessa de forno. Colocar os legumes temperados e, por cima, a posta de salmão. Regar com o resto do tempero do peixe e legumes e dobrar o papel de alumínio, fechando bem sobre o peixe.
5 - Colocar no forno e deixar cozinhar cerca de 30 minutos ou até estar cozinhado a gosto. Servir.

[Copyright: Sara Duarte]


(Receita adaptada de “A Dieta dos 31 Dias” de Ágata Roquette)

12 de maio de 2014

Minimizar com o Projecto 333 - O Início

A primeira vez que ouvi falar do Projecto 333 fiquei logo com vontade de minimizar o guarda-roupa. Pretendia conseguir construir conjuntos que gostasse sem demorar muito tempo e ter pouco trabalho com a roupa… Pouca roupa deve implicar menos tempo a passar a ferro, certo? No entanto, sentia um grande problema... No meio de tanta roupa, não sabia como e por onde começar!

Espero conseguir, com este post, ajudar-te caso estejas também neste impasse!



1 - Definir o teu estilo


Eu caía na tentação de comprar tudo aquilo que gostava sem pensar em conjuntos e se me identificava, ou não, com o estilo da peça. Podemos adorar de ver uma peça numa pessoa mas não nos identificarmos com ela… e eu não pensava muito nisso…

Eu acho que a forma mais fácil de definir um estilo é olhar para modelos em revistas ou procurar na net (eu usei o Pinterest e aconselho vivamente!) estilos que nos agradem, conjuntos que gostaríamos de construir e desfrutar.



2 - Criar a lista das 33 peças


O passo seguinte foi perceber que peças de roupa definiam esse estilo, quais eram as mais frequentes entre todas as imagens que fui gostando, no fundo, tentar responder à questão “Quais são as peças base do estilo que pretendo ter?”

Para teres uma ideia do aspecto que a lista poderá ter, vê aqui a lista que criei para mim.



3 - Desocupar um/o armário e organizar as 33 peças.

Eu fui procurando pelas gavetas e armário as peças que compunham a minha lista e fui colocando-as em cima da cama. Só depois organizei as peças, por tipo (casacos, camisas, blusas, calças, calções, ...) e por cor. Desta forma, o guarda-roupa fica com um ar organizado e torna-se mais fácil escolher peças que conjuguem.

[Copyright: Sara Duarte]

Assim que fiz a minha lista, apercebi-me que tinha praticamente tudo o que precisava! Como o objectivo é minimizar, não vou comprei o que me faltava, juntei apenas peças que achei que faziam sentido e que já tinha no meu guarda-roupa.



4º - Testar o guarda-roupa criado.

As 33 peças escolhidas deverão ser usadas durante 3 meses e apenas essas. Ao longo desse tempo, percebemos se nos identificamos de facto com o estilo escolhido e/ou se nos falta alguma peça chave no nosso guarda-roupa.

Eu já tirei fotos de dois conjuntos, criados nuns 2 minutos! Penso que é sempre mais fácil avaliar o nosso aspecto através de uma foto!

[Copyright: Sara Duarte]


É, ou não, um projecto minimalista espectacular?

7 de maio de 2014

A Construção de um Estilo - Casual Chic


Este mês vou dedicar grande parte do tempo de organização ao guarda-roupa! 

As mudanças de estação são bons momentos para minimizar a roupa que temos e guardar apenas a que efectivamente utilizámos. Por outro lado, podemos aproveitar o desempacotar da roupa da estação quente para fazer uma análise e separar roupa para doar ou eliminar (não te esqueças que a campanha da H&M aceita qualquer roupa com buracos, manchas, etc.!).

Quando era adolescente, gostava imenso de ir às compras mas nunca me preocupei em definir um estilo, comprava simplesmente aquilo que gostava e fui acumulando muita roupa. Agora, aos 30, sinto uma grande necessidade em encontrar um estilo e vestir-me de uma forma mais adulta. Para além disso, quero conseguir atingir esses objectivos com a menor quantidade de roupa possível.

A minimização do meu roupeiro começou há algum tempo atrás, primeiro com as calças, depois com as camisolas e, por fim, com os tops e t-shirts. No entanto, continuava com um conjunto de roupa que não definia um estilo e sem conjuntos adequados a diferentes ocasiões.

Há uns dias atrás vi o post que a Rita (The Busy Woman and the Stripy Cat) escreveu sobre este mesmo assunto, a dificuldade em encontrar o nosso estilo e construir um guarda-roupa em função disso e decidi seguir o seu exemplo, recolher imagens de looks com que mais me identificasse. Para isso, usei o Pinterest.



Descobri então que me identifico com o estilo Casual Chic.

O passo seguinte foi perceber que peças de roupa definiam esse estilo, quais eram as mais frequentes entre todas as imagens que fui gostando. Lembrei-me que o Projecto 333 - Simple is the New Black podia servir de grande ajuda aqui! Segundo o Projecto 333, devemos escolher 33 peças para vestirmos durante 3 meses. Toca a fazer a lista!

A Minha Lista:
  1. Blazer preto
  2. Blazer branco
  3. Blazer cor de tijolo
  4. Casaco de lã bordeaux
  5. Cardigan comprido preto
  6. Cardigan comprido branco
  7. Cardigan comprido rosa claro
  8. Top prateado
  9. Top dourado com brilho
  10. Top preto com brilho
  11. T-shirt branca com pontuações
  12. T-shirt com padrão
  13. Top rosa
  14. Top bege
  15. Camisa branca
  16. Camisa de ganga
  17. Camisola de malha branca
  18. Calças skinny pretas
  19. Calças skinny verde tropa
  20. Calças skinny de ganga
  21. Calças skinny rosa claro
  22. Calções pretos 
  23. Collants pretos
  24. Sabrinas nude
  25. Sandálias de tiras bege
  26. Ténis com padrão tigre
  27. Ténis pretos
  28. Sapatos castanhos
  29. Botas rasas pretas
  30. Mala bege
  31. Mala preta
  32. Óculos de Sol
  33. Colar dourado com várias voltas
Assim que fiz a lista, apercebi-me que tinha praticamente tudo o que precisava para criar conjuntos giros só que nunca tinha pensado muito nisso. Agora resta-me desocupar o armário, seleccionar apenas as peças que tenho desta lista e arrumá-las. 

Vamos lá ver como é que isto vai correr...!

2 de maio de 2014

Tabela de Desafios de Maio

Hoje trago a tabela dos desafios de organização que criei para o mês de Maio. Esta é a que faz mais sentido para mim, mas poderá não ser a melhor para ti! Vê no post relativo à tabela de desafios de Abril algumas dicas para criares a tua!

Agora que os dias de frio e chuva terminaram, vou dedicar algum do meu tempo à redução, organização e arrumação da roupa de inverno e acessórios. E, claro, retirar as roupas mais frescas do armário! Quero que este seja o ano em que defino o estilo com que mais me identifico e crio um guarda-roupa minimalista mas completo!


Deixo aqui a minha tabela de Maio, espero que te sirva de inspiração!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...