19 de maio de 2013

Princípio One Goal

Comecei a reler Leo Babauta em “The Power of Less”, livro organizado em duas partes, Os Princípios e Na Prática, num total de dezoito capítulos.




No primeiro capítulo deste livro, Porque Pouco é tão Poderoso?, é feita uma chamada de atenção para todas as coisas que invadem a nossa vida no dia-a-dia, como a caixa de e-mail cheia, as centenas de mensagens por ler, as toneladas de papel, as tarefas por fazer, as notícias cada vez mais dramáticas sobre a situação do país, o telefone sempre a tocar, os  artigos que queremos ler, os filmes ou séries que gostaríamos ver, as horas passadas no facebook, enfim, somos constantemente assaltados por imensa informação, imenso ruído... Fica muito fácil desconcentrarmo-nos perante tanta coisa! Quantas vezes não nos apetece fugir para uma ilha deserta perante tantos objectivos ou deveres que temos a cumprir?



Como não podemos apenas desaparecer quando nos dá vontade, o truque será simplificar o dia-a-dia.
Se conseguirmos filtrar toda essa informação, diminuir o número de coisas que nos rodeia, relaxar em vez de ceder ao stress, tudo será mais fácil. Se conseguirmos identificar os objectivos mais importantes e nos focarmos mais nesses em vez daqueles que consomem algum tempo mas que dão pouco retorno, a meta torna-se alcançável.


O maior desafio para mim será praticar o Princípio “One Goal”. A minha cabeça atenção é como um catavento. Sou uma pessoa muito curiosa e, apesar disso ser uma vantagem na ciência, no dia-a-dia traz alguns problemas. Gosto de imensos assuntos diferentes e acabo por não conseguir dedicar-me a nenhum em específico...

No Princípio One Goal, tal como o nome indica, o objectivo é haver uma dedicação completa a um objectivo e passar ao seguinte apenas quando o primeiro está cumprido.


Por exemplo, alguns dos objectivos de Leo Babauta eram:


  • Deixar de Fumar
  • Tornar-se organizado/produtivo
  • Pagar todos os empréstimos realizados
  • Perder mais de 20 quilos.
  • Correr dois triatlos
  • Criar um fundo de emergência
  • Criar um blogue de sucesso
  • Despedir-se do seu trabalho e trabalhar em casa.


Nenhum destes objectivos é fácil ou alcançável em semanas ou, em alguns casos, meses. Mas todos eles foram atingidos por Leo quando se dedicou a cada um em particular. E, apesar de até hoje não ter conseguido dedicar-me a um objectivo apenas, compreendo perfeitamente que é preciso concentrar toda a nossa energia num objectivo destes para alcançá-lo com sucesso.


Leo refere ainda que uma das perguntas que mais lhe fazem é: "Como consegue fazer tanta coisa uma vez que tem apenas as horas que todos nós temos por dia?".

Leo responde: O segredo é definir limites e focar-se no essencial.

1 de maio de 2013

Leituras e Reflexões

 
[daqui]
Aproveitei o feriado para ler. Por vezes, volto a pegar num livro que gostei, leio-o ao acaso, procuro um capítulo específico ou releio-o de uma ponta à outra.


Hoje decidi relembrar os primeiros parágrafos de Leo Babauta em The Power of Less e apercebi-me de alguns erros crassos que tenho cometido e que me têm afastado de uma vida mais simples e produtiva.


Sinto que tenho aproveitado muito mal o meu tempo e, ironicamente, este é o semestre que tenho todo o tempo do mundo para fazer o que quero porque não tenho aulas (decidi mudar de mestrado) e estou a estudar apenas para duas cadeiras da licenciatura, ambas do 1º semestre, cujos exames serão em Julho.


Onde consumo o meu tempo então?


Principalmente com o computador. Por um lado gasto imenso tempo no FB porque fico viciada nos joguinhos. Por exemplo, esta semana descobri o Criminal Case. Joguei com o meu perfil, com o do meu namorado e o do meu irmão só para receber “energia” que permite a evolução no jogo. Loucura, não é?


Definitivamente tenho tido problemas em gerir o meu tempo e definir limites. Para além disso, o meu cérebro está sempre em actividade, tenho alguma dificuldade em relaxar, em entender a expressão dolce far niente.


Este blog tem sido, em parte, espelho disso. Há umas semanas um amigo meu perguntava-me... Mas afinal de que trata o teu blog? E eu não soube responder. Aí apercebi-me deste problema: vou tendo algumas ideias mas que rapidamente dão lugar a outras. Não que as primeiros tenham perdido importância mas como existem imensos temas que me interessam, acabo por me dispersar por imensa coisa e não aprofundar nenhuma em particular. E, no fundo, isso acontece a toda a hora no meu dia-a-dia.


Um dos principais objectivos a que me propus foi o de destralhar o meu quarto e consegui chegar a algumas metas que pensei serem inalcançáveis como, por exemplo, ter posto todas as minhas revistas na reciclagem e ter destralhado grande parte do meu armário de roupa. Mas a partir daí perdi-me um pouco...


Mas eu quero mais! Quero ser mais organizada aqui e na vida em geral. Começar por aqui é mais fácil, vou tentar focar-me apenas nos temas principais (arrumação, vida simples e aprender a relaxar) mas continuando sempre com este cunho pessoal. Na página do FB, que até agora tem estado bastante parada, é onde vou passar a falar de tudo o resto que me apeteça e que não tenha necessariamente a ver com estes temas. Se ainda não a segues, clica aqui!


Agora que o bichinho da arrumação e limpeza já está ganho, muito graças ao livro Winning the Clutter War de Sandra Felton, vou tentar organizar o meu tempo com The Power of Less de Leo Babauta e, por isso, os próximos posts deverão ser baseados nas minhas leituras e reflexões.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...