19 de julho de 2012

Organizar para poupar


[daqui]

Hoje, pela hora do almoço, fui até à casa nova deixar os casacos que tinha guardado na mala de viagem gigante. Limpei um armário da casa, que decidi ficar reservado para os casacos de inverno e para a roupa de cama e pijamas. Organizei os casacos por cor e tonalidade e vi-os, pela primeira vez, todos pendurados e com algum espaço entre eles, tal como aconselham os peritos no assunto!

A primeira coisa que saltou à vista foi a colecção de casacos castanhos que tenho andado a fazer sem ter dado por isso. Mais! Ao contrário do que pensava, descobri que tenho 1 casaco branco (para além daquele que aguarda uma solução para as nódoas de chocolate), e 2 (!) casacos pretos quando pensava não ter nenhum. E, por fim, eu que andava toda lançada para comprar um casaco de ganga curto para as noites mais frescas de Verão, descobri que tenho, também, dois destes, sendo um de ganga mais clara e outro de ganga mais escura.

Compreendi, num instante, que é verdade aquilo que dizem: quando temos o nosso guarda-roupa organizado, poupamos muito dinheiro! E isto estende-se à organização de toda a nossa casa!

18 de julho de 2012

Depois do sapatos, a destralhar... os casacos!

Ontem fiz mais um exame, que me correu bem (yeah!) e falta só mais um exame nesta época de recurso. Mas estou tão esgotada que cá para mim entrei no modo "férias"... que desta vez serão parte a destralhar e a mudar de casa.

Depois do calçado de Inverno todo organizado e empacotado para mudar de casa, voltei-me para o calçado de verão e vejo-o agora, pela primeira vez, todo organizado num suporte que comprei há uns tempos no D-mail:


Esta foi uma daquelas compras que considero bem feita. O suporte tem duas "prateleiras" e eu ainda faço do chão a terceira "prateleira". Para além disso, é extensível, torna-se fácil de adaptar a diferentes locais da casa e quando mudo para o calçado da estação de Verão, acaba por ocupar muito menos espaço.

Quanto aos casacos, confesso que precisei de ajuda. Quando estou a destralhar uma das questões que me surge e que me custa mais ultrapassar prende-se com o dinheiro que gastei nesse objecto. Custa-me muito deitar fora uma coisa que foi "cara" e por "cara" refiro-me às coisas que me custaram mais de 30€. É uma barreira que está ali e que me custa imenso ultrapassar. Entretanto descobri que é muito mais fácil fazê-lo ao lado de uma pessoa mais racional, que nos chame à razão e nos faça ver que o objecto em questão só está a ocupar espaço e a apanhar pó.

Para levar os casacos de Inverno para a nova casa pedi emprestada uma mala bem grande de viagem com rodinhas para ajudar no transporte.
Tirei todos os casacos do armário e pu-los em cima da cama. Comecei por colocar na mala aqueles que uso mais frequentemente e que ainda estão em bom estado, depois aqueles que uso com menos frequência por serem mais indicados para saídas à noite e, por fim, os de malha. 

Consegui destralhar 6 casacos: 
  • um branco comprido e lindo da Mango que comprei há três anos e no qual, poucos dias depois, entornei o chocolate quente tirado da máquina da faculdade. Levei-o até à 5 à sec mas não conseguiram fazer nada por ele :( Não, ainda não o deitei fora porque tenho uma réstia de esperança de encontrar entre vocês, alguém que conheça um truque para nódoas de chocolate!).
  • Um curto bem quentinho aos quadrados, com uns sete anos para o qual já não consigo olhar mais de tanto o vestir. Quanto a este decidi que, apesar de já ter alguns anitos, como continua em bom estado, segue para uma instituição.
  • Um casaco de lã verde comprido que já teve melhores dias. Direitinho para o lixo.
  • Um casaco azul desportivo que não me serve desde... bem, verdade, verdadinha, desde que o comprei nunca me serviu. Comprei-o sempre a pensar nos tamanhos que poderia voltar a vestir. Desde que deixei o Karaté, o tamanho 36 passou a ser uma miragem. Vou tentar vendê-lo.
  • Um casaco de lã cinzento escuro comprido que nunca vesti. Fica-me largo (tamanho 42) e vou procurar por alguém que possa usufruir dele ou tento vendê-lo também.
  • Um casaco de lã bege que também nunca vesti. Também este fica-me largo, idem, aspas, aspas
Os casacos de inverno ocupam imenso espaço por isso imaginem lá o espaço que ganhei no meu armário, nem queria acreditar! Para além destes 6 casacos já tinha deitado mais um, que usei o Inverno inteiro e já com uns aninhos. Esse foi dos mais fáceis de me livrar. Já era para tê-lo feito no ano passado mas pensei "há-de durar mais um Inverno mas depois vai direitinho para o lixo" e assim foi!

Próximo desafio... toda a restante roupa de Inverno. 
E vocês, têm destralhado muito?

2 de julho de 2012

A destralhar os sapatos de Inverno!

Posso ter um exame (de melhoria) amanhã, posso ainda não ter revisto nada mas o que me apeteceu realmente mesmo fazer? Destralhar. 

Entrei, então, cheia de coragem no meu quarto, e decidi virar-me para os.... sapatos!

A mudança de casa deverá concluir-se, no limite, lá para Setembro por isso, se entretanto o São Pedro não me pregar uma grande partida, depois de ter tratado da mudança dos livros, decidi voltar-me para a roupa de Inverno, começando pelo calçado. Descobri que sou dona de 20 pares de calçado de Inverno sendo, na sua grande maioria, botins... Alinhei o calçado, por tipo, cor e marca, sentei-me na cama e fiquei, simplesmente, a olhá-los. Uns 5, 10, talvez 15 minutos, e decidi então começar a arrumar cada par em seu saco para não irem a chocalhar, uns contra os outros, na mudança.

Entretanto, a minha coragem deve ter-se acobardado e deitei fora um par apenas! Umas botas castanhas de pelinho e só porque estas eram a causa de um infindável número de choques eléctricos, sem sequer pedirem qualquer tipo de licença. Traumatizaram-me mesmo. Desde então fecho as portas do carro pelo fecho interior da porta, carrego nos botões dos parques de estacionamento para retirar o ticket com uma caneta, entre outras maluqueiras que passaram a fazer parte dos meus hábitos mais frequentes. Ah! Deitei fora também dois pares de pantufas de Inverno, conta, não conta? :)

Depois, para compensar a coisa, deitei fora o casaco que me acompanhou quase todo o Inverno. Comprei-o preto e todos pensavam que era cinzento. Para além disso já tinha um ar tão roçado que nem tive coragem de juntar à roupa para doar. E porque não há duas sem três, deitei também um cachecol fora. Uma coisa horrível, aos quadrados bem grandes e verdes que, provavelmente, acreditei usar, orgulhosamente, num ano em que o Sporting ganhasse. Bem, sejamos realistas, não iria precisar dele nos próximos... 100 anos.

Ao todo, umas coisas ali, outras acolá, deitei fora dois sacos de supermercado cheios de tralha, mais um saco com uns 6 quilos de papel. E, agora sim, já se respira no meu quarto :)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...