Desejo-vos um Feliz Natal!


I don't want a lot for Christmas
There is just one thing I need
I don't care about the presents
Underneath the Christmas tree

I just want you for my own
More than you could ever know
Make my wish come true
All I want for Christmas
Is you, you, yeah

I don't want a lot for Christmas
There is just one thing I need
And I don't care about the presents
Underneath the Christmas tree

I don't need to hang my stocking
There upon the fireplace
Santa Claus won't make me happy
With a toy on Christmas Day

I just want you for my own
More than you could ever know
Make my wish come true
All I want for Christmas is you
You, baby

Oh, I won't ask for much this Christmas
I won't even wish for snow
And I'm just gonna keep on waiting
Underneath the mistletoe

I won't make a list and send it
To the North Pole for Saint Nick
I won't even stay awake to
Hear those magic reindeer click

'Cause I just want you here tonight
Holding on to me so tight
What more can I do?
Baby, all I want for Christmas is you
You, baby

Oh, all the lights are shining
So brightly everywhere
And the sound of children's
Laughter fills the air

And everyone is singing
I hear those sleigh bells ringing
Santa, won't you bring me the one I really need?
Won't you please bring my baby to me?

Oh, I don't want a lot for Christmas
This is all I'm asking for
I just want to see my baby
Standing right outside my door

Oh, I just want you for my own
More than you could ever know
Make my wish come true
Baby, all I want for Christmas is
You, you, baby

All I want for Christmas is you, baby
All I want for Christmas is you, baby
All I want for Christmas is you, baby
All I want for Christmas is you, baby

Fim à Procrastinação: 7º Desafio - Limpar e... Desinfectar

Sê bem-vinda às nossas segundas-feiras!

Aqui começamos todas as semanas com a revelação de um novo desafio contra a procrastinação, o qual deverá ser posto em prática todos os dias, salvo indicação do contrário.

Caso tenhas encontrado o blogue recentemente, podes encontrar os desafios anteriores no botão “Desafio da Semana” que se encontra na barra superior.

7º Desafio: Limpar e... Desinfectar!

Durante esta última semana de interrupção, espero que tenhas conseguido recuperar a organização de algumas áreas da casa, já que vêm aí outros 6 desafios para cumprir

[Fonte: Big Brown Box Blog]
O desafio desta semana vai ser dedicado à limpeza de vários sítios que acumulam muita sujidade e que são facilmente esquecidos na limpeza da casa. Já atacámos antes um desses sítios, o lava-loiças, mas existem outros, bem mais pequenos, que também necessitam de muita atenção pela sujidade que acumulam.

Alguma vez te lembras de limpar…
  • A maçaneta da porta de entrada da casa?
  • Os botões do micro-ondas?
  • As pegas do frigorífico, congelador e outros electrodomésticos?
  • Os interruptores de luz?
  • O comando da televisão?
  • O telefone? (e telemóvel?)
  • O “botão” do autoclismo?
  • O teclado e o rato do teu computador?

Eu não! Excluindo o meu telemóvel (e o telefone que ainda não tenho), ainda não limpei nenhum destes objectos desde que mudei de casa. Todas estas coisas podem ser limpas e desinfectadas rapidamente sendo, por isso, tarefas óptimas para realizar naqueles 5 minutos que, por vezes, surgem e que não sabemos como aproveitar de forma produtiva!

[Fonte: Love Feast Table]

Como produto desinfectante aconselho o álcool ou a água oxigenada, no entanto, como reagem com algumas superfícies e materiais, devem ser sempre testados numa pequena região já que poderão, por exemplo, manchar. São produtos muito baratos, menos tóxicos que os produtos de limpeza comuns e para utilizá-los basta embeber um pouco de um destes produtos em algodão ou num pequeno pano e entrar em acção!

Reflexão sobre os Desafios Semanais contra a Procrastinação

Sê bem-vinda às nossas segundas-feiras!

Aqui começamos todas as semanas com a revelação de um novo desafio contra a procrastinação, o qual deverá ser posto em prática todos os dias, salvo indicação do contrário.
Caso tenhas encontrado o blogue recentemente, podes consultar os desafios anteriores no botão “Desafio da Semana” que se encontra na barra superior.

Esta será uma semana especial. Não irá ser colocado nenhum desafio, quero antes falar um pouco sobre como surgiu esta ideia de criação de desafios no blogue com o intuito de combater a procrastinação, organizar a casa e gerir o tempo.

A ideia surgiu após uma leitura que considero essencial para quem tem muita, muita coisa por destralhar, a qual já referi algumas vezes neste blogue, Winning the Clutter War, de Sandra Felton. Este livro tem um capítulo dedicado à procrastinação e algumas sugestões para combatê-la. Daí surgiu imediatamente a ideia de atribuir a cada semana um desafio novo para implementar em casa e ir observando a evolução para perceber que outras áreas necessitariam de intervenção.

Depois, enquanto pesquisava sobre estes desafios, descobri que o site Fly Lady, dirigido por Marla Cilley (o nickname Fly Lady surgiu pelo facto de Marla adorar pescar com recurso à mosca), tinha muita coisa em comum com as sugestões de Sandra Felton. Por que não abraçar o melhor que cada uma delas oferece?

O meu principal objectivo na criação dos desafios Fim à Procrastinação foi servir de auto-motivação para colocar a minha casa em ordem e depois pensei, por que não, inspirar outras leitoras a conseguir atingir o mesmo feito? Para além disso, uma vez que saí recentemente de casa dos meus pais e me mudei para a minha primeira casa, achei que esta seria a altura ideal para definir limites, para aprender a organizar-me e assegurar que em minha casa encontro um local que me transmite paz. 
Quando comecei a explorar o site Fly Lady com mais atenção verifiquei que muitos dos desafios que fui colocando aqui foram, também, sugeridos lá. Por isso, se sentires que os objectivos que tenho proposto aqui são muito básicos para ti, poderás encontrar nesse site - que eu recomendo vivamente – muitos desafios para quem já tem a sua casa num nível de organização mais avançado!

Por último, apesar de não sugerir um novo desafio para esta semana, não se esqueçam que os 6 desafios já propostos são para ser cumpridos sempre! Por isso, verifica se:
  1. Tens a cama feita.
  2. O lava-loiças está limpo.
  3. A esfregona está seca e o balde de limpezas limpo.
  4. A lista de supermercado contém todos os alimentos que estão em falta na dispensa ou perto do fim.
  5. Se toda a roupa está passada e arrumada.
  6. Se o fogão está limpo.

Se todos estiverem realizados, terás uma semana para celebrar estes 6 primeiros hábitos de organização da casa. Se algum destes estiver por cumprir, terás esta semana para recuperar!

E a partir da próxima semana, já sabem, outros 6 serão propostos à 2ª feira!

Preguiça vs Descrença

Depois de escrever e pensar sobre o meu dia ideal pus-me a pensar numa outra questão intimamente ligada com a inicial: se sabemos aquilo que nos faz feliz, se sabemos o que gostaríamos de alterar na nossa vida e se, sempre que se aproxima um novo ano, fazemos uma lista de resoluções… por que razão continuam vários sonhos por concretizar? Várias resoluções por cumprir?

Será que o ser humano é preguiçoso por defeito? Será que o ser humano tem prazer em procrastinar? Há um ano atrás talvez não pensasse muito nesta questão e respondesse que era, de facto, uma pessoa preguiçosa, daí adiar tanta coisa… adiava para o dia seguinte ou para a semana seguinte e, de repente, tinham passado vários meses, sem dar por isso.

Mas, se sou uma pessoa proactiva como é que poderia, ao mesmo tempo, ser preguiçosa…?



Hoje almocei com um grupo de amigos que já não via há algum tempo e entre eles estava uma amiga que emagreceu bastante e estava, agora, em forma. Quando a vi, fiquei imediatamente feliz por ela e irritada comigo própria… se eu não preciso de perder peso, se falta apenas ficar em forma para sentir-me bem, como é que, mais uma vez, tinha deixado passar tantos meses e continuava na mesma? (ok, na mesma não, porque tenho perdido peso de uma forma bastante regular desde Fevereiro deste ano mas, comparativamente com ela, eu não tinha feito nada!). Hoje percebi que isto não tinha nada a ver com preguiça… apenas com descrença.

Agora sei que adio determinados objectivos por medo de falhar. É mais fácil ir adiando para amanhã do que vir a descobrir de que não sou capaz de concretizar algo que é importante para mim…

Mas já Michael Jordan dizia...

[Fonte: Fave Thing]


E tu? Que razão te leva a adiar, indefinidamente, aquilo que te faz feliz?

Prazer em conhecer-te!


[Fonte: The Modern Jedi]

A partir de hoje vai estar disponível, aqui ao lado direito, uma questão que gostaria imenso que respondesses! As respostas serão anónimas e servem apenas para eu conhecer melhor as leitoras que seguem o blogue...

Por exemplo, eu tenho tendência em considerar que quem me lê desse lado é uma mulher e daí falar sempre para ti através do sexo feminino mas posso estar redondamente enganada… Poderei ter algum leitor masculino!

Serás mais novo que eu? Terás filhos? Que temas te interessam mais no blogue e que tema gostarias que fosse também discutido?

Nos últimos dias, as visitas diárias do blogue triplicaram mas não sei, por exemplo, quantos leitores tenho com mais assiduidade…

É este tipo de curiosidade que tenho e que gostaria de desvendar.

Posso pedir-te que participes neste questionário? Obrigada!

O Meu Dia Ideal

Quando li o post Imagina o dia ideal no blogue The Busy Woman and the Stripy Cat também eu comecei a fazer esse exercício de reflexão...

Será que o meu dia-a-dia se aproxima daquilo que eu desejo fazer? Será que terei muitos hábitos por alterar? Reflecti um pouco sobre isto e imaginei o meu dia ideal da seguinte forma:

[Fonte: Wake Upon Time]
  1. Acordo com o nascer do sol. Faço 10 minutos de yoga e 10 minutos de meditação.
  2. Tomo o pequeno-almoço devagar. Desde que alterei o meu pequeno-almoço tenho mais prazer em preparar esta refeição. A taça de leite com cereais foi substituída por uma caneca de chá de ervas ou de frutas, umas torradas com queijo e/ou doce e, por vezes, uma peça de fruta. Assim que estrear o forno, quero também fazer bolos e bolachas caseiras para o pequeno-almoço e lanche.
  3. Escrevo e faço algumas pesquisas para o blogue. Aproveito também para responder a comentários, responder a e-mails, etc.
    [Fonte: The Guardian]
  4. Saio de casa sem pressas e vou de bicicleta até à faculdade. Já pus o carro definitivamente de parte durante a semana, fiz o passe e apanho o autocarro que me deixa a 5 minutos da faculdade. Mas ainda queria chegar mais longe! A única coisa que me tem feito ponderar em andar de bicicleta na cidade é o trânsito caótico em Lisboa e até já assisti a alguns acidentes com bicicletas… Mas talvez se começar por usar a bicicleta ao fim-de-semana consiga ganhar coragem!
  5. Regresso a casa e dedico 30 a 45 minutos às tarefas de manutenção. Vocês sabem, retirar a loiça da máquina, pôr roupa a lavar, preparar o jantar, fazer a cama de lavado, aspirar, limpar o pó, tudo aquilo que precisar de ser feito nesse dia.
  6. Corro uns 30 minutos. Apesar de ter sido o meu pesadelo nas aulas de educação física aprendi, entretanto, a correr e a gostar de correr. O meu namorado ensinou-me a respirar durante a corrida e desde então consigo correr durante muito mais tempo – antes parava não porque ficasse cansada ou com dores de pernas (isso nunca acontecia) mas porque precisava de recuperar o fôlego passados poucos minutos de corrida, cheguei mesmo a pensar que tinha algum problema respiratório.
  7. Faço um jantar leve. Aproveito para estudar e fazer pesquisas para trabalhos em desenvolvimento.
    [Fonte: Mr. Wallpaper]
  8. Leio um pouco enquanto tomo um chá quente. E, claro, fico tão relaxada que adormeço num instante!

Os fins-de-semana seriam um pouco diferentes... Veria alguma televisão se passasse um bom filme, juntava-me com os amigos, passeava mais e descobria sítios novos!

Por enquanto, ainda não consigo pôr a casa em ordem em apenas 30 minutos e tenho alguns hábitos por criar como, por exemplo, correr de uma forma mais regular e tornar a minha alimentação mais saudável mas este exercício de reflexão - imaginar o dia ideal - servirá de guia para novos hábitos a criar!

E tu, que hábito gostarias de implementar no teu dia-a-dia?

Minimalismo às Terças #9

[Copyright: Sara Duarte]

Pela primeira vez escolhi uma imagem de minha casa para esta rubrica. Tenho de admitir que estou orgulhosa por ter conseguido finalmente organizar um cantinho da casa. A mesa tem, pelo menos, uns 30 anos, assim como os bancos, escolhidos pelos meus pais. O naperon foi feito pela minha querida avó. O copo é do Ikea e estava destinado à reciclagem e o ramo de rosas é da loja de decoração Area.

Sinto-me uma privilegiada por tomar o meu pequeno-almoço com vista para um jardim tão grande :)

Fim à Procrastinação: 6º Desafio - Fogão Limpo

Sê bem-vinda às nossas segundas-feiras!

Aqui começamos todas as semanas com a revelação de um novo desafio contra a procrastinação, o qual deverá ser posto em prática todos os dias, salvo indicação do contrário.

6º Desafio: Fogão Limpo

O desafio desta semana leva-nos, de novo, à nossa cozinha. Limpar o fogão é outra tarefa doméstica que eu odeio... Isto porque limpo o forno com algum esforço para conseguir pô-lo a brilhar e, mais tarde, quando preparo a refeição seguinte há sempre qualquer coisa que entorna e estraga todo o trabalho que tive! Também já te aconteceu, certo?

Uma das coisas mais importantes a fazer para simplificar esta tarefa é limpar o fogão quando os salpicos ainda estão quentes. Torna-se muito fácil limpá-lo desta forma e muito mais rápido também. Neste caso, não é necessário nenhum produto em especial, apenas um pano macio humedecido com um pouco de detergente de loiça. No entanto, para quem deixa restos de comida ou de gordura secar e acumular-se durante dias, a limpeza será um pouco mais complicada... Nesse caso, aconselho vivamente a dedicar algum tempo numa limpeza mais profunda que poderá demorar algum tempo (cerca de 40 min.) e depois passar a fazer uma limpeza diária, que será extremamente rápida.

[Fonte: Como Fazer]

Como fazer para limpar um fogão muito sujo:
  1. Calçar luvas e evitar retirá-las durante a limpeza do fogão.
  2. Retirar as grelhas, bicos de gás e respectivos suportes. Colocar tudo isto em água muito quente e detergente de loiça ou bicarbonato de sódio, cobrindo totalmente durante 30 minutos.
  3. Juntar num alguidar água e bicarbonato de sódio. Humedecer um pano de limpeza com esta mistura e limpar toda a superfície do fogão, insistindo nas zonas mais sujas.
  4. Retirar por completo a mistura utilizada com um pano de microfibras humedecido apenas em água e secar com um pano de microfibras seco. 
  5. Retirar as grelhas, bicos de gás e respectivos suportes da água e, se necessário, esfregar com um esfregão verde e detergente. Secar e colocá-los de volta no fogão.

Se tivermos cuidado com a limpeza do fogão não será necessário fazer esta limpeza profunda, basta fazer uma limpeza de manutenção. Eu tenho-a feito da seguinte forma:
  1. Humedecer o pano de microfibras em água morna e adicionar um pouco de detergente de loiça.
  2. Limpar toda a superfície do fogão.
  3. Retirar o detergente com o pano de fibras embebido em água morna.
  4. Secar toda a superfície com um pano de microfibras seco.
  5. Finalizar com um pouco de papel de cozinha embebido em óleo (azeite, óleo vegetal ou óleo de bébé).
  6. Retirar o excesso com o pano de microfibras seco

Este é o meu fogão limpinho tal como expliquei na limpeza de manutenção. Eu prefiro finalizar a limpeza com o óleo de bébé (tenho usado o da marca Dia) para dar brilho sem o cheiro intenso do azeite!

Copyright: Sara Duarte


Atenção: nunca utilizem produtos abrasivos, esfregões verdes e palha-de-aço na superfície do fogão já que todos estes vão riscá-lo e, caso o vosso fogão seja de inox, este deve ser limpo de acordo com a direcção do grão e nunca em movimentos circulares.

Leituras de Domingo #9

Na rubrica Leituras de Domingo encontram-se as leituras da semana que achei mais interessantes, organizadas e com referência ao tema em questão.

Espero que estas leituras sejam também interessantes para ti! 
   
[Fonte: Arte e Manha]

  • E ainda sobre reciclagens, a Rita, do blogue The Busy and the Stripy Cat, decidiu Sentar no Chão e para isso pegou na sua secretária, cortou os pés e transformou-a numa mesa de jantar bem minimalista!

Boas leituras!

Campanha H&M - Não deixes que a moda seja um desperdício

Há uns dias atrás fui até ao centro comercial procurar por uma camisola preta que substituísse a minha já velhota. Entrei em varias lojas, vi algumas tentações - resisti sempre! – e acabei por encontrar a melhor candidata na H&M.

Juntamente com o talão de compra entregaram-me um flyer intitulado Não deixes que a moda seja um desperdício.

As lojas H&M estão a recolher todo o tipo de roupa e esta definição inclui também a que se encontra em mau estado (seja muito velha, rasgada, esburacada, you name it!) com a intenção de reduzir a quantidade de resíduos da indústria da moda que acaba em aterros sanitários. Para além disso, a H&M doa 2 cêntimos a uma instituição de solidariedade por cada quilo de roupa recebida.

[Fonte: H&M]

A roupa entregue nestas lojas é enviada para a fábrica de processamento mais próxima, onde cada peça de roupa é classificada e separada à mão nas seguintes categorias:

Vestir de Novo - Roupa que pode ser usada novamente e será comercializada como um bem em segunda mão.
Reutilizar - Roupa que já não se encontra em condições para ser vendida em segunda mão é convertida noutros produtos como, por exemplo, panos de limpeza.
Reciclar - Roupa que não pode ser reutilizada, é reciclada e transformada em matéria-prima.
Energia - Roupa que não pode ser incluída em qualquer das categorias acima citadas, é utilizada para produzir energia.


Mas, como eu não gosto de falar sobre estas campanhas sem eu própria experimentá-las, voltei ontem à loja com dois sacos de roupa para perceber melhor como a recolha funcionava. Fui directamente à caixa e tirei algumas dúvidas:

  • Não é necessário fazer qualquer compra para se entregar roupa.
  • Por dia, cada pessoa só pode entregar dois sacos de roupa.
  • Qualquer tecido pode ser entregue (roupa interior, panos, lençóis, etc.), excepto imitações de cabedal.
  • A roupa entregue pode ser de qualquer marca.
  • Por cada saco de roupa entregue, dão-nos um vale de 5€ que pode ser utilizado no próprio dia numa compra mínima de 30€, não sendo os vales acumuláveis entre si.
  • Os dois vales que recebi são válidos durante 6 meses e podem ser utilizados em qualquer loja H&M.

Encontra mais informações sobre esta iniciativa em H&M Long Live Fashion, em Charity Star e em I:CO Spirit.

Dica: Remover nódoas de sangue

Há uns dias atrás, o meu namorado sujou, sem se aperceber, uma t-shirt branca com sangue de um corte que fez com a lâmina da barba. Quando vi as gotas de sangue sobre o algodão branco, achei que não iria haver solução… Afinal, haveria nódoa mais difícil de retirar??

Se havia solução, ela estaria num livro que a minha mãe me ofereceu no último Natal. Foi tiro e queda, afinal é muito fácil retirar nódoas de sangue e como resultou tão bem, queria partilhar convosco os truques utilizados!



Passos a seguir para remover uma nódoa de sangue:

1 – Cobrir a nódoa com água fria.
2 – De seguida, cobri-la com detergente líquido suave para a loiça.
3 - Esfregar bem.
4 – Se a nódoa persistir, misturar o detergente de loiça com água e umas gotas de amoníaco ou utilizar lixívia apropriada para a cor e tecido da peça de roupa (deve-se sempre testar num pequeno canto escondido do tecido antes de atacar a nódoa).
5 – Se a nódoa permanecer, utilizar um produto para retirar ferrugem e seguir as instruções da etiqueta.

Importante: Caso a nódoa seja feita no trabalho ou noutro local onde não se possa proceder imediatamente à sua limpeza, deve-se cobrir a nódoa com água fria. Para além desse cuidado, nunca se deve esfregar ou escovar uma nódoa, pois poderá espalhar-se ou danificar o tecido.

A nódoa de sangue da t-shirt desapareceu logo no 3º passo mas, para o caso de alguém poder encontrar uma nódoa de sangue mais teimosa, quis deixar todas as sugestões que o livro recomenda para a sua remoção.
Espero que ajude!

Pesquisa Bibliográfica: Como Limpar Depressa e Bem - O Guia Elementar para deixar a sua casa a brilhar de Jeff Bredenberg.

Fim à Procrastinação: 5º Desafio - Menos Roupa por Passar a Ferro

Aqui começamos todas as semanas com a revelação de um novo desafio contra a procrastinação, o qual deverá ser posto em prática todos os dias, salvo indicação do contrário.

Depois de termos implementado três desafios mais associados à limpeza e organização da casa (fazer a cama, limpar o lava-loiça, limpar o balde e a esfregona) e um mais voltado para a economia da casa (fazer a lista de supermercado), esta semana regressamos à organização da casa, mais precisamente, dos têxteis.

5º Desafio: Menos Roupa por Passar a Ferro

[Fonte: American Kraut]

Passar a roupa é uma das tarefas que menos gosto de fazer. As peças pequenas não me incomodam mas as maiores como, por exemplo, os lençóis de cama de casal são uma tortura para mim. Para além disso, se me distraio e fico uns dias sem passar a ferro, a pilha de roupa parece que se triplica e torna-se um verdadeiro pesadelo voltar a enfrentá-la! Até há uns dias atrás, eu deixava acumular mesmo muita roupa, ia usando tudo o que tinha no guarda-roupa só para não ter de tratar da roupa acumulada na tábua de passar a ferro! Mas isso, por aqui, acabou.

Claro que para tratar de toda a roupa que eu tinha acumulado tive de pedir ajuda, seria impossível conseguir passar tanta roupa num único dia e sozinha! Se te encontrares na mesma situação, aconselho-te vivamente a pedires ajuda ou utilizares um serviço de engomadoria para pôr toda a roupa em ordem!

A partir de agora, o objectivo será tratar da roupa à medida que esta surge, sem deixar acumular!

Até começar a viver sozinha e ter de tratar da casa, não tinha consciência dos pequenos truques associados a cada tarefa da casa que ajudam imenso na sua realização. Normalmente, fugimos das tarefas que nos transmitem uma ideia de que é necessário imenso tempo para conseguir cumpri-la. E essa era uma das razões pela qual, sempre que passava perto da tábua de passar a ferro, dizia para mim própria “depois faço isso”

Mas existem, realmente, alguns truques que poupam o trabalho e o tempo que se gasta com o tratamento da roupa. Deixo-vos aqui os que me têm ajudado imenso:
  • Após a lavagem da roupa à mão ou na máquina, esta deve ser imediatamente estendida para secar - isto evita muitos dos vincos na roupa que se criam quando fica esquecida na máquina de lavar e, para além disso, desta forma, muitas peças de roupa nem necessitam de ser passadas a ferro!
  • A roupa deve ser passada quando está ainda ligeiramente húmida. Eu comprei um ferro simples (tem um tempo de vida superior aos ferros a vapor) e, por isso, utilizava um borrifador para humedecer um pouco a roupa e facilitar a passagem mas se a roupa ainda estiver um pouco húmida ainda resulta melhor e poupa-se a água do borrifador.
  • Após a passagem a ferro, a roupa deve ser arrumada de forma adequada. Está fora de questão atirar a roupa para dentro das gavetas ou roupeiro… Afinal, não queres voltar a passá-la a ferro, pois não?
 Deixo-vos ainda outras duas sugestões que também vou passar a pôr em prática:
  • A roupa que é colocada para lavar deve ser separada em cestos consoante a cor e cuidados de tratamento (cesto para roupa clara; cesto para roupa escura; cesto para roupas delicadas). Esse pequeno cuidado resulta numa grande ajuda: para fazer uma máquina de roupa, não vai ser necessário andar à procura de roupa específica num grande cesto da roupa suja... A roupa já está separada e pronta a ser colocada na máquina!
[Fonte: Alibaba]
  • Menos roupa implica uma pilha de roupa mais pequena por passar a ferro porque não vai ser possível acumular tanta roupa na tábua sem ficar com o roupeiro vazio! Por isso, vou destralhar (ainda) mais roupa.
  • Na compra de roupa (para substituir a antiga!), poderá ser dada preferência a tecidos que não necessitem de grandes cuidados na sua manutenção, por exemplo, tecidos que não necessitem de ser passados a ferro.

Confessa... Também costumas acumular muita roupa para passar a ferro?

Leituras de Domingo #8

Na rubrica Leituras de Domingo encontram-se as leituras da semana que achei mais interessantes, organizadas e com referência ao tema em questão.

Espero que estas leituras sejam também interessantes para ti!
  • Para quem quer iniciar-se, ou explorar mais um pouco, no mundo minimalista, o post Fazer o que é Importante e Eliminar o Resto, escrito pela Rita do blogue The Busy Woman and the Stripy Cat é uma excelente leitura. Não podem perder!
  • As noites já estão mais frescas e os tapetes em casa são uma boa solução para torná-la mais confortável. Se tens medo que as crianças, ou mesmo tu, escorreguem no tapete, não podes perder a solução que a Carla do blogue Arte e Manha encontrou! Descobre-a no artigo Tornar um Tapete Antiderrapante.
Fonte: Arte e Manha

  • Pensando nas compras de Natal antecipadas, o artigo Dicas para Poupar no Natal do site Online 24 pode já ter um ano mas continua muito actual! Já sabem, não deixem as compras de Natal para os últimos dias! É stressante e fica bem mais caro!
  • Para encontrares prendas de Natal em conta ou experiências para usufruir gastando pouco, consulta os sites de compras colectivas que oferecem grandes descontos. Se ainda não os conheces, podes encontrar uma lista desses sites no artigo Descontos e Mais Descontos! do blogue Poupa e Ganha.
  • Por fim, uma das alterações alimentares que fiz cá por casa, depois de ter realizado o teste de intolerâncias, foi substituir o arroz branco por arroz basmati. A primeira vez que fiz este último, segui as instruções do pacote mas não gostei nada do resultado. Ontem experimentei a receita Arroz Basmati à moda do Norberto que encontrei no blogue Cozinhadazana da autoria da Zana e ficou óptimo! Experimenta também!

Natal: Comprar Prendas Antecipadamente

Ainda faltam cerca de 3 meses para o Natal e talvez possas pensar que este post é demasiado antecipado. Afinal quem faz compras de Natal no início de Outubro? 

Se pensas assim, então este post é mesmo para ti!

Esta foi a minha primeira árvore de Natal avistada, logo no início de Outubro. Não é linda?

Há uns anos atrás, eu fazia a maior parte das compras de Natal na própria semana do dia 25 de Dezembro ou até na véspera! O resultado era sempre o mesmo: comprava sob pressão, porque queria encontrar prendas para todos e chegar a tempo para a consoada. As lojas e os centros comerciais estavam sempre caóticos, não sabia sequer que era possível caber tanta gente num só espaço, as filas para as caixas intermináveis, e pior ainda para a fila dos embrulhos. Jurava nunca mais voltar a fazer o mesmo mas, no ano seguinte, lá estava eu outra vez, stressada, a tentar correr para me despachar mas sem conseguir andar mais depressa que um caracol e ainda com direito a vários empurrões e pisadelas!

Quando conheci o meu namorado, isso mudou. Ele já tinha o hábito de comprar as prendas com bastante antecedência para evitar o stress ao tentar encontrar a prenda ideal para determinada pessoa em cima da hora e para evitar a multidão dos centros comerciais na véspera do Natal.


Queres mudar os teus hábitos mas não sabes por onde começar?

Primeiro que tudo, é preciso saber organizar a compra das prendas para não esquecer nenhum aniversário nem ninguém no Natal. No post Sugestão para gerir compras de aniversários e Natal podes encontrar algumas dicas e a folha de aniversários, de download gratuito, que eu utilizo.

Desde que comecei a destralhar a casa, a livrar-me de toda a tralha que me rodeava e a viver uma vida mais minimalista, a minha percepção de prenda ideal também se alterou. Antigamente, procurava essencialmente objectos, agora procuro experiências ou cartões presente. Se é difícil livrar-me de um objecto que eu não preciso porque alguém especial me ofereceu pelos anos ou pelo Natal, não vou querer causar a mesma situação a outra pessoa. Portanto, objectos estão fora de questão à excepção de artigos úteis que eu saiba que a pessoa em questão necessite realmente! Podes encontrar no post Prendas de Natal para crianças e adultos felizes! mais algumas dicas sobre este tema.

Por fim, esta é uma óptima altura para começar a guardar caixas de cartão de cereais, bolachas, etc. para serem recicladas como cartões de Natal (claro que também poderão ser usadas para cartões de Aniversário ou para outros dias especiais). Mesmo que não tenhas jeito para desenhar, a pessoa que o recebe vai gostar porque sabe que o fizeste especialmente para ela. E, para oferecer aos avós, não seria giro incluir umas imagens dos netos ou mesmo pintar as suas pequenas mãos no cartão? No ano passado, também ofereci um Cartão de Natal reciclado ao meu namorado, o qual podes ver no post Reciclagem: Cartões de Natal.


E tu? Costumas fazer as tuas compras com antecedência ou deixas tudo para a última hora?

Poupar no Supermercado com Vales de Desconto

No post Kakebo e outras prioridades em casa que nos poupam um ataque de nervos falei-vos da importância em saber onde gastamos mais dinheiro e onde conseguimos poupar.

A electricidade, o gás, a água, o supermercado, os transportes e o telefone/telemóvel são presença constante nas contas das nossas casas. Então, existem contas que não podemos evitar durante o mês mas podemos, certamente, diminuir o seu impacto na nossa carteira.


Hoje quero partilhar contigo o que sei sobre vales de desconto, onde se podem consegui-los e de que forma os organizo. Cada vez há mais sítios onde podemos arranjar vales de desconto, onde conseguimos poupar de forma imediata e até formas de acumular vales de desconto. Eu fiz uma pesquisa sobre o tema e coloquei aqui tudo o que consegui encontrar - alguns ainda não utilizo porque não conhecia. Não há dúvida que o mundo dos vales de desconto está a expandir-se a grande velocidade! Eu já consegui trazer produtos para casa por 0 cêntimos e acho que cada vez será mais fácil fazê-lo com frequência.


Onde posso arranjar vales de desconto?
  • A cadeia dos hipermercados Continente possui cartão cliente e pouco tempo depois de fazeres o teu registo, recebes em casa vários vales de desconto, que variam consoante o tipo de compras que fazes. Recebes ainda 5€ no cartão por cada 500€ acumulados em compras e vales de desconto para gasolina. Para acumulares mais vales, podes sempre pedir aos teus pais, irmãos e companheiro que o façam também, caso não os utilizem. Para além dos meus, eu recebo os da minha mãe e os do meu namorado.
  • A cadeia de supermercados Pingo Doce também tem um cartão cliente, o cartão Poupa Mais que, para além de acumular € para descontar na gasolina, tem uma novidade: envia para casa um folheto dos artigos com desconto imediato para os titulares do cartão.
  • A cadeia de supermercados Minipreço também tem cartão cliente e associou-se recentemente às lojas Schlecker, pelo que agora também ocorre impressão de vales de desconto nestas lojas.
  • Os supermercados biológicos Brio também têm cartão cliente e no seu site podem encontrar vales de desconto para imprimir, vejam aqui.
  • As revistas do Continente (Continente Magazine) e do Pingo Doce (Sabe Bem), para além de trazerem várias receitas – já fiz várias e saíram sempre muito saborosas – trazem também vales de desconto. No caso do hipermercado Continente, podes acumulá-los com os vales que recebes em casa.
  • Hoje em dia, todos os supermercados fazem descontos imediatos. Continente, Pingo Doce, Lidl, Jumbo, Minipreço, Schlecker, etc.
  • Nas revistas gratuitas Dia-a-Dia, da Nívea, Comer com Saber do Clube Pescanova, LusitanaDoces Momentos da Sidul e Vida Celeiro das lojas Celeiro.
  • As revistas Saberes e Sabores da Vaqueiro, Mulher Moderna na Cozinha, TeleCulinária, Prevenir, Activa, Happy Woman também trazem vales de desconto ou descontos em artigos e experiências.
  • Os sites e blogues Para Mim, Amanhecer, De BorlaAs Melhores Ofertas, PromoFans, Vales de Desconto, Ofertas Loucas, BricoPoupar, Wizi, Descontos, Poupar a Descontar, Tralhas Grátis e O Caça Promoções, agregam vales de desconto de diferentes marcas e informações sobre descontos, passatempo e amostras que estão em vigor.

Como devo organizar os vales de desconto?
Num único sítio, de preferência um caderno ou dossier com bolsas transparentes e de tamanho próximo dos vales de desconto para conseguir manter tudo bem organizado e à vista. Isso é muito importante para evitar desperdício dos vales por expiração da validade! Podes ordená-los por:
  • Supermercado
  • Validade
  • Categoria de produto

Eu comecei por organizar os meus vales de desconto por categoria (carne, peixe, produtos lácteos, etc.) mas isso obrigava-me a percorrer o caderno inteiro para verificar as datas de validade dos vales… Depois passei a organizar por supermercado e por data de validade para não desperdiçar nenhum que realmente me interessasse. Assim tem funcionado muito melhor!

Encontrei este caderno com bolsas no Continente por cerca de 3€

Mais de 50€ em descontos nestes 6 vales!

E tu? Usas vales de desconto nas tuas compras?

Fim à Procrastinação: 4º Desafio - Fazer a lista de supermercado

Sê bem-vinda às nossas segundas-feiras!

Aqui começamos todas as semanas com a revelação de um novo desafio contra a procrastinação, o qual deverá ser posto em prática todos os dias, salvo indicação do contrário.

4º Desafio: Fazer antecipadamente a lista do supermercado

Depois de termos implementado três desafios mais associados à limpeza e organização da casa (fazer a cama, lavar o lava-loiça, limpar o balde e a esfregona), o objectivo desta semana será mais voltado para a economia da casa.

Para poupar na casa, mais precisamente na cozinha, a lista de compras tem um papel muito importante. Para além de ir às compras após as refeições e evitar as horas mais caóticas, o ideal é cumprir a lista à risca, nunca passeando por outros corredores mais tentadores.

[daqui]


Dicas para fazer a lista de compras:

  • Deve ser sempre feita com antecedência e nunca antes da ida ao supermercado. Ou seja, deve haver um bloco, num sítio fixo da casa, onde vai sendo anotado um artigo assim que este termine ou esteja perto de terminar.
  • Para evitar esquecer apontar um artigo na lista, esta deve estar na cozinha e num local bem visível. Eu, por exemplo, tenho a minha num pequeno íman de frigorífico.
  • Para poupar tempo no supermercado, sempre que a lista for extensa, os artigos devem ser reorganizados na lista por categoria e colocados pela ordem dos corredores do supermercado para evitar andar em zigzag e revisitar várias vezes o mesmo corredor
 
O meu pequeno bloco post-it onde aponto os alimentos que vão terminando

E tu? Costumas fazer a lista de compras? Fazes antes de sair de casa ou com alguma antecedência?

Leituras de Domingo #7

Na rubrica Leituras de Domingo encontram-se as leituras da semana que achei mais interessantes, organizadas e com referência ao tema em questão.

Espero que estas leituras sejam também interessantes para ti!

[daqui]
  • E, caso esta ideia também tenha sido a vossa preferida, podem encontrar aqui as instruções para transformar as colheres de pau em marcadores para as hortas em vasos!

Kakebo e outras prioridades em casa que nos poupam um ataque de nervos

Já passou um mês desde que comecei a viver sozinha! Quando saí de casa dos meus pais, sabia que tinha de me tornar numa pessoa mais organizada para conseguir decorar a casa, fazer as mudanças e deixar tudo organizado, manter a casa limpa, gerir o meu dinheiro, etc., etc., sem me tornar numa dona de casa à beira de um ataque de nervos...

Passado este primeiro mês, ainda não consegui arrumar tudo, existem divisões da casa que estão caóticas, esqueço-me de tirar o pão ou o peixe do congelador com antecedência, tenho uma pilha de roupa por passar a ferro e ainda tenho cadeiras do Ikea por montar!

No entanto, já não me sinto stressada com tudo isso… O truque que eu usei para conseguir relaxar foi criar, simplesmente, uma lista de prioridades. Primeiro, fiz uma limpeza geral na casa, depois dediquei-me à cozinha, às casas-de-banho e ao quarto principal e sinto que, desde que mantenha essas divisões em ordem, consigo lidar em paz com o resto da casa que ainda está em stand-by.

kakebo encontrado aqui
Para além disso, tenho registado todos os meus gastos. Esta é outra grande prioridade que penso estar bastante subvalorizada na nossa cultura. No Japão, as mulheres registam minuciosamente todo o dinheiro gasto pela família, sendo essa tradição, incluída no kakebo, aprendida desde a escola primária! Quando mantemos um registo diário das nossas despesas, torna-se mais fácil perceber onde se gasta mais dinheiro e como é possível poupar mais. Por exemplo, durante este último mês tenho feito esse registo numa folha de excel e construí um gráfico circular para visualizar o peso de cada categoria no gasto mensal (como categorias tenho artigos para a casa, supermercado, snack-bar, transportes, livros, telemóvel, etc.).


Setembro foi um mês atípico, comprei muitas coisas para a casa que não terei de comprar outra vez, pelo que essa categoria irá, em princípio, perder relevância. No entanto, já consigo perceber onde gasto mais dinheiro: saúde (inclui consultas, o teste de intolerâncias que fiz, medicamentos para a ansiedade e pílula), supermercado (inclui todos os tipos de mercado e mercearias) e snack-bar (inclui cafés, bar da faculdade e almoços na cantina).

À partida, seria fácil assumir que, destas três categorias, apenas conseguiria poupar no snack-bar, levando lanches de casa e preparando o almoço para levar para a faculdade mas não é bem assim… também é possível poupar na saúde se melhorarmos o nosso estilo de vida! Relativamente ao supermercado, será mais difícil porque eu já planeio as compras com antecedência, raramente desperdiço comida em casa e uso bastantes vales de desconto nas compras que faço! 

E tu, tens uma ideia de quanto gastas por mês?

Fim à Procrastinação: 3º Desafio - Limpar a esfregona e o balde sem demoras

Sê bem-vinda às nossas segundas-feiras!

Aqui começamos todas as semanas com a revelação de um novo desafio contra a procrastinação, o qual deverá ser posto em prática todos os dias, salvo indicação do contrário.

Depois de termos implementado dois desafios um pouco mais exigentes (fazer a cama e lavar a loiça já), o objectivo desta semana será muito simples mas, ao mesmo tempo, uma tarefa que muitas vezes é esquecida!


3º Desafio: Deitar fora a água das limpezas
Para começar, desafio-te a espreitares o teu balde de limpeza do chão da cozinha e/ou casa de banho e verificar se ainda tem a água da última lavagem! Todos sabemos como acontece... Lavamos o chão da cozinha e/ou da casa-de-banho, encostamos o balde e a esfregona num cantinho da divisão, com a ideia de despejar o balde assim que o chão secar. Mas, claro, depois a tarefa é esquecida!

O grande problema deste esquecimento, ou apenas preguiça, é a degradação da água no balde devido aos restos alimentares, células mortas, cabelos, enfim… não me vou prolongar. A água ganha mau cheiro, assim como a esfregona se for esquecida nessa água! Mas os problemas não acabam aqui... Claro que a limpeza posterior do balde e da esfregona também vai custar muito, muito mais! Pensa no tempo perdido, na água gasta, nos odores horríveis que terás de suportar... E tudo isto apenas porque preferiste adiar uma tarefa bastante simples!

Portanto, já sabes, após a limpeza do chão da cozinha e/ou casa-de-banho, o balde tem de ser despejado e limpo, assim como a esfregona! Para combateres a preguiça, pensa como vai ser bom teres o balde e a esfregona limpos quando precisares novamente deles!

Como limpar a esfregona?
  1. Passa a esfregona por alguma água corrente e espreme-a até ao máximo possível.
  2. Deixa-a de molho em água quente com o produto de limpeza do chão.
  3. Volta a espreme-la até ao máximo e deixa-a a secar ao sol (é muito importante que a esfregona seque completamente de modo a evitar a criação de bolores).
 

Leituras de Domingo #6

Decidi recuperar a rubrica Leituras de Domingo que eu adoro! Nesta rubrica encontram-se as leituras da semana que achei mais interessantes, organizadas e com referência ao tema em questão.

Espero que estas leituras sejam também interessantes para ti!

Desejo-te boas leituras!

Simplificar o Roupeiro: Tops e T-shirts

O Outono está a chegar e o início das manhãs e finais de tarde já se sentem mais frescas. O casaco de malha regressou e todos os tops e t-shirts frescas serão postos de lado…

Não será esta a melhor altura para destralhar a roupa de Verão? 
Para quê guardar roupa velha, que já não serve, ou com a qual já não nos identificamos? Para quê ocupar tanto espaço com tudo isso?
Depois das calças e camisolas, enchi-me de coragem e destralhei a roupa de Verão!
Primeiro, espalhei todos os tops e t-shirts pela cama e descobri que acumulei 99 t-shirts e tops ao longo de vários anos. Claro que a maioria desta roupa apenas ocupava espaço e já não era utilizada! Mas 99… Como é possível?!



De lado pus imediatamente roupa muito usada, com manchas, com buracos e que já não servia. Alguma da roupa que já não servia, ou que já não gostava, mas que ainda se encontrava em boas condições reservei para doar ou vender.

Quando surge uma peça de que gosto muito mas com a qual já não me sinto à vontade para utilizar na rua por estar muito gasta, guardo-a para roupa de ginástica, para ir à praia ou para dormir. Se fizeres o mesmo, não caias na tentação de guardar tudo! Não precisamos de uma dezena de tops para ir correr!


 Legenda da foto:
  • rectângulo roxo - roupa sobre a qual ainda não consegui decidir o que fazer
  • rectângulo preto - roupa para doar, vender e deitar fora
  • rectângulo rosa claro - roupa para desporto
  • rectângulo verde claro - roupa para dormir
  • rectângulo vermelho - roupa para vestir no dia-a-dia na cidade
  • rectângulo amarelo - roupa para praia e campo
  • rectângulo cinzento claro - roupa que está um pouco apertada

Das 99 peças iniciais, guardei 18 para vestir no dia-a-dia e com isso consegui desocupar 2 gavetas enormes da minha cómoda do quarto!


Já destralhaste a tua roupa de Verão?

Feira Alternativa - Festival da Terra 2013 #2

Já passaram uns dias mas queria muito contar-vos como foi o meu segundo dia na Feira Alternativa de 2013.

Depois da experiência única de Sábado (vejam aqui), tinha de regressar!

No Domingo, comecei a manhã com dois workshops de 1 hora: “Alimentação para o Stress” apresentado pelo nutricionista Júlio Soares e “Detox”, apresentada pela Márcia Almeida que, no dia anterior, tinha conhecido no workshop “Rawfood”. Falou-se novamente do impacto que a nossa dieta tem sobre a nossa saúde física mas também emocional. No primeiro workshop, o nutricionista Júlio Soares falou sobre algo que eu também já tinha estudado em bioquímica: algumas consequências que resultam de um pequeno-almoço rico em açúcar. Para quem sente pouca energia durante a manhã, a necessidade de comer a meio da manhã mais qualquer coisa com muito açúcar ou para quem é ansioso, faz todo sentido reflectir sobre o que estamos a ingerir. Eu, por exemplo, comia sempre cereais Chocapic com leite magro 0% lactose. Mas depois destes dois dias, decidi por o leite definitivamente de lado, assim como a maioria dos cereais de pequeno-almoço porque apresento alguma intolerância a estes, para além de estarem carregados de açúcar (alguns têm mais que um copo de coca-cola!). Hoje comi pela terceira vez, iogurte com pedaços de fruta misturado com corn flakes da marca Schär e, para além de me sentir mais calma ao longo da manhã, não sinto necessidade de ir a correr comer um pastel de nata para continuar acordada!

Regressando ao Festival da Terra, depois desses dois workshops, fui assistir a duas palestras: “Água: Eficiência na sua utilização no dia-a-dia”, apresentada pela Ana Rita Antunes, da Quercus e “A dieta alcalina – 10 passos para uma vida saudável”, apresentado pelo Paulo Fernandes. A primeira palestra dedicou-se ao tema da importância do consumo consciente da água e sugestões para poupar o consumo de água em casa. A segunda palestra dedicou-se à importância de seguir um estilo de vida saudável, tendo sido sublinhados alguns pontos importantes, tais como favorecer a ingestão de alimentos mais alcalinos, menos alimentos processados, pouco açúcar, a importância de praticar yoga e/ou meditação e os benefícios das massagens/drenagens linfáticas.

Ao almoço, voltei à barraquinha vegetariana Ananda Marga mas desta vez optei pelo menu com tofu à brás, quinoa e couve roxa com puré de maçã. Depois encontrei noutra barraquinha, uma sobremesa de açaí com granola. Mais um almoço delicioso!

Tofú à Brás, Quinoa e Couve Roxa com Puré de Maçã

Sobremesa de Açaí coberta com Granola


À tarde, fui conhecer o espaço vivencial onde participei na meditação Osho Nadabrahma. Esta meditação durou uma hora e meia e percebi que ainda não estou preparada para meditar durante tanto tempo, foi bastante difícil manter-me na mesma posição de forma confortável… Depois assisti ao workshop “Desintoxicação Imediata com uma Garrafa PET”, onde a mestre Mamiko Takada, representante do Nipon Spa Japonês, nos ensinou a fazer auto-drenagens linfáticas com garrafas de água de 50 cl. Nunca pensei que a garrafa de água, que tenho sempre na mala, pudesse ser um utensílio de massagem tão bom! Depois experimentei uma aula de Sri Sri Yoga, com meditação no final. Fiquei tão relaxada durante a aula que dei o dia por encerrado. Não queria que nada pudesse interferir no meu estado de relaxamento!

Fiquei conquistada pelas experiências únicas que vivenciei nesta feira e irei, sem dúvida, voltar sempre que for possível. Aconselho-a vivamente a todos que se sintam curiosos em experimentar algo diferente!

Fim à Procrastinação: 2º Desafio - Lavar a Loiça Já

Sê bem-vinda às nossas segundas-feiras

Aqui começamos todas as semanas com a revelação de um novo desafio contra a procrastinação, o qual deverá ser posto em prática todos os dias, salvo indicação do contrário.

2º Desafio: Lavar a loiça.

Se a cama é o grande foco do quarto (ver o 1º Desafio), o lava-loiças é sem dúvida o espaço equivalente na cozinha.

Há alguns anos atrás, tomei conhecimento de uma situação que me chocou: a quantidade de microrganismos encontrada num lava-loiça comum é superior à quantidade de microrganismos encontrada numa sanita! Torna-se imediatamente clara a razão por que é tão importante manter este espaço limpo.

No entanto, em muitas casas, a loiça das refeições acumula-se e as esponjas ou panos de limpeza vão ganhando um aspecto muito desagradável.

[daqui]
O melhor truque para manter o lava-loiça limpo é tornar a lavagem de loiça, seja manual ou na máquina, como parte integrante da refeição.

Por exemplo, quando eu preparo o almoço só me sento à mesa para desfrutar da refeição após colocar toda a loiça que usei durante a preparação na máquina de lavar. Da mesma forma, assim que termino a sobremesa, coloco toda a loiça usada durante a refeição na máquina de lavar. Desta forma, evito o acumular de loiça e a tarefa, que se torna facilmente detestável, quando existe loiça por limpar das refeições anteriores.

Imaginem a diferença que se sente de manhã ao entrar numa cozinha com o lava-loiça limpo, em vez de encontrarem-no atulhado de loiça com restos de refeições anteriores! Fechem os olhos e imaginem as duas situações! Conseguem sentir a diferença??

[daqui]

Mas não podemos esquecer os utensílios que utilizamos na lavagem da loiça e do próprio lava-loiça. Primeiro que tudo, desaconselho a utilização de esponjas deste tipo:

[daqui]

A esponja num lava-loiça proporciona um dos melhores ambientes para a formação de microrganismos, dado que é húmido e rico em nutrientes (devido aos restos alimentares)...

De qualquer forma, qualquer que seja o utensílio utilizado, este deve ser substituído com bastante regularidade ou então limpo num banho de água quente com alguma lixívia durante, pelo menos, uma hora.

E tu, costumas deixar acumular loiça de refeições anteriores? Verifica o teu lava-loiças... está vazio?
Há quanto tempo não substituis a esponja, esfregão ou pano de limpeza?

Feira Alternativa - Festival da Terra 2013

Ontem vivi um dia muito diferente. Estive desde cedo na Feira Alternativa -Festival da Terra 2013 em Lisboa e tentei aproveitar ao máximo todas as actividades gratuitas do programa. O meu objectivo do dia era precisamente descobrir coisas novas!

Comecei a manhã com dois workshops de 1 hora: “Emoções, Equilíbrio e Energia através da Alimentação” apresentado pela Ana Catarina Sequeira e “Rawfood” apresentado pela Márcia Almeida. Em ambos, falou-se da relação directa existente entre a nossa alimentação e a nossa saúde física, emocional e espiritual e da importância de optarmos por uma dieta mais alcalina. No segundo workshop aprendi a fazer sumo verde, macarronada à bolonhesa vegetariana, crackers vegetarianos, hambúrgueres vegetarianos e bolachas. Chegámos mesmo a provar as duas primeiras receitas, feitas pela oradora durante o workshop, relativamente ao sumo, achei-o um pouco forte mas a macarronada estava espectacular!

Depois destes dois workshops, fui almoçar a uma barraquinha vegetariana e dividi um menu com o meu namorado. Optámos pelo menu constituído por um prato com feijoada vegetariana, couve roxa com puré de maçã e arroz basmati com passas de uva e caju, um sumo de tamarindo e a sobremesa mini-bomba, uma sobreposição de bolachas maria, doces de fruta, fruta fresca e purés de fruta.




À tarde, assisti à palestra “Ayuverda: a Tradição nos Tempos Modernos”, apresentada por Vitor José e pratiquei uma aula de “Meditação com Gongos Planetários”, conduzida por Angelo Surinder, tendo sido um dos pontos altos do dia. Desde que comecei a praticar yoga sempre tive curiosidade em meditar com gongos ou taças tibetanas dado que, nas aulas de yoga o som utilizado para meditar era gravado, bem diferente de estar próximo dos gongos e sentir a vibração destes a percorrer o nosso corpo!

Depois da aula de meditação, assisti a um workshop de Feng Shui, apresentado pelo Alexandre Gama e pela Paula Margarido mas, para meu grande espanto, não gostei! Aquilo que me atraía nesta arte era a ideia de arrumação e organização da casa que está intimamente relacionada com o Feng Shui mas parte do workshop foi dedicado à escolha de um terreno para construir uma casa e da arquitectura da casa como, por exemplo, para que ponto cardeal as casas-de-banho deverão ser construídas. Para além disso, senti que o tema foi apresentado de uma forma nada flexível, não havia meios-termos, ou tínhamos de fazer ou então era uma coisa totalmente proibida. Nos dois workshops da manhã, apesar do primeiro ser apresentado por uma pessoa que segue uma dieta vegan e outra que defende uma dieta de comida viva, ambas fizeram questão de frisar, várias vezes, que cada um devia encontrar a solução com que se identificasse, nenhuma defendeu uma posição extrema, bem pelo contrário!

Depois de mais uma pausa, em que visitei toda a feira e marquei um teste de intolerâncias alimentares (nem queria acreditar que finalmente tinha encontrado!), assisti às palestras “Meditar para uma vida mais saudável”, “A alimentação e o planeta”, “Riso, o remédio do século XXI!”, “Meditação Raja Yoga – Estabilidade e Clareza Mental para encontrar Soluções” e “Só por Hoje”. Destas gostei especialmente da palestra cujo tema era o riso como um remédio, na qual fizemos pequenos exercícios que demonstraram logo o poder do riso no dia-a-dia e como é tão poderoso no combate do stress e ansiedade e da palestra de Raja Yoga, todas as palavras da oradora Mara Gomes fizeram imenso sentido para mim e, no fim, só queria poder trazê-la para casa! A palestra “Só por Hoje” apresentada por Paulo Martins fez-me lembrar o Reino de Deus, senti que a apresentação foi toda muito forçada, muito teatral, muito dramática, foi mesmo o pior momento do dia…

Finalmente fui fazer o teste de intolerâncias que tinha marcado. Foram cerca de 45 minutos a testar 520 alimentos! O teste foi realizado pelo técnico Luís, que me foi dando também algumas sugestões sobre alimentação saudável e que alimentos deveria evitar, independentemente do resultado do teste. No final do teste recebi uma lista com os alimentos permitidos, os alimentos para os quais tenho tendência a desenvolver intolerância alimentar e que deverão ser moderados e os alimentos para os quais desenvolvi intolerância alimentar e que devo evitar de todo.

Gostei imenso da experiência e hoje vou lá voltar. Para quem mora em Lisboa ou perto e ficou curioso, podem conhecer o programa de hoje aqui. A entrada é de 5€ e recebem a revista Prevenir e a revista Casa e Jardins!