18 de julho de 2012

Depois do sapatos, a destralhar... os casacos!

Ontem fiz mais um exame, que me correu bem (yeah!) e falta só mais um exame nesta época de recurso. Mas estou tão esgotada que cá para mim entrei no modo "férias"... que desta vez serão parte a destralhar e a mudar de casa.

Depois do calçado de Inverno todo organizado e empacotado para mudar de casa, voltei-me para o calçado de verão e vejo-o agora, pela primeira vez, todo organizado num suporte que comprei há uns tempos no D-mail:


Esta foi uma daquelas compras que considero bem feita. O suporte tem duas "prateleiras" e eu ainda faço do chão a terceira "prateleira". Para além disso, é extensível, torna-se fácil de adaptar a diferentes locais da casa e quando mudo para o calçado da estação de Verão, acaba por ocupar muito menos espaço.

Quanto aos casacos, confesso que precisei de ajuda. Quando estou a destralhar uma das questões que me surge e que me custa mais ultrapassar prende-se com o dinheiro que gastei nesse objecto. Custa-me muito deitar fora uma coisa que foi "cara" e por "cara" refiro-me às coisas que me custaram mais de 30€. É uma barreira que está ali e que me custa imenso ultrapassar. Entretanto descobri que é muito mais fácil fazê-lo ao lado de uma pessoa mais racional, que nos chame à razão e nos faça ver que o objecto em questão só está a ocupar espaço e a apanhar pó.

Para levar os casacos de Inverno para a nova casa pedi emprestada uma mala bem grande de viagem com rodinhas para ajudar no transporte.
Tirei todos os casacos do armário e pu-los em cima da cama. Comecei por colocar na mala aqueles que uso mais frequentemente e que ainda estão em bom estado, depois aqueles que uso com menos frequência por serem mais indicados para saídas à noite e, por fim, os de malha. 

Consegui destralhar 6 casacos: 
  • um branco comprido e lindo da Mango que comprei há três anos e no qual, poucos dias depois, entornei o chocolate quente tirado da máquina da faculdade. Levei-o até à 5 à sec mas não conseguiram fazer nada por ele :( Não, ainda não o deitei fora porque tenho uma réstia de esperança de encontrar entre vocês, alguém que conheça um truque para nódoas de chocolate!).
  • Um curto bem quentinho aos quadrados, com uns sete anos para o qual já não consigo olhar mais de tanto o vestir. Quanto a este decidi que, apesar de já ter alguns anitos, como continua em bom estado, segue para uma instituição.
  • Um casaco de lã verde comprido que já teve melhores dias. Direitinho para o lixo.
  • Um casaco azul desportivo que não me serve desde... bem, verdade, verdadinha, desde que o comprei nunca me serviu. Comprei-o sempre a pensar nos tamanhos que poderia voltar a vestir. Desde que deixei o Karaté, o tamanho 36 passou a ser uma miragem. Vou tentar vendê-lo.
  • Um casaco de lã cinzento escuro comprido que nunca vesti. Fica-me largo (tamanho 42) e vou procurar por alguém que possa usufruir dele ou tento vendê-lo também.
  • Um casaco de lã bege que também nunca vesti. Também este fica-me largo, idem, aspas, aspas
Os casacos de inverno ocupam imenso espaço por isso imaginem lá o espaço que ganhei no meu armário, nem queria acreditar! Para além destes 6 casacos já tinha deitado mais um, que usei o Inverno inteiro e já com uns aninhos. Esse foi dos mais fáceis de me livrar. Já era para tê-lo feito no ano passado mas pensei "há-de durar mais um Inverno mas depois vai direitinho para o lixo" e assim foi!

Próximo desafio... toda a restante roupa de Inverno. 
E vocês, têm destralhado muito?

Sem comentários:

Enviar um comentário

São os comentários que tornam o blogue num sítio especial. Partilha aqui a tua opinião. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...