8 de novembro de 2012

Método SCA - Categorizar

Neste mês de Novembro, comecei a pôr em prática o Método SCA que descobri no livro Winning the Clutter War de Sandra Felton.

Já falei aqui da 1ª etapa do Método SCA e segue-se, agora, a etapa dedicada a Categorizar:

Simplificar - Separar as coisas que queremos guardar das coisas que têm de ir fora.

Categorizar - Agrupar as coisas por categoria.

Armazenar - Como o próprio nome indica, falta apenas arrumar as coisas de forma organizada.


O 2º passo do Método SCA, Categorizar, consiste em separar, por categoria, todas coisas que decidimos guardar.

Para quem sente mais dificuldade em separar as coisas por categoria, talvez seja bom começar por definir essas categorias e só depois colocar mãos à obra. No livro, Sandra Felton sugere algumas categorias como, por exemplo, Fotografia, Música, Artes Manuais, Culinária, Correspondência e Reparação. Agora falta apenas definir um lugar para cada categoria e arrumar os objectos nos sítios correspondentes.

Um dos maiores receios que tive, relativamente à arrumação, foi a possibilidade de deixar de saber onde estão as minhas coisas. Eu sou uma daquelas pessoas que empilha tudo, sejam livros, roupa ou papéis! Pode parecer que tenho sempre tudo desarrumado mas, regra geral, sei onde está cada coisa porque, de alguma forma, memorizo a ordem pela qual as coloquei em cada pilha. O facto de ter de pôr, todas as minhas coisas, dentro de armários fazia-me alguma confusão. Como é que eu ia encontrar aquilo que precisava se deixava de estar à vista? Parece de doidos, certo? Mas afinal não é! Descobri que é um medo geral entre as pessoas mais desarrumadas e que, para isso, também há solução!

O truque é criar uma espécie de inventário. As prateleiras, gavetas e outros locais de arrumação são numerados e cria-se uma lista com a categoria que corresponde a cada local. No meu inventário, decidi complementar a informação com um esboço dos armários que tenho, junto a uma das paredes do quarto.




A numeração foi feita no interior de cada armário, com pequenas etiquetas, da seguinte forma:



Talvez seja exagero criar este sistema quando tudo o que tenho se encontra no meu quarto mas vai ser um bom método de arrumação para a minha futura casa onde terei, pela primeira vez, à minha disposição umas seis divisões e vários armários embutidos nos corredores.


E vocês, que acham disto? Será que existe uma linha que separa a arrumação da obsessão pela arrumação?
No livro referem que os desarrumados têm medo de passar para o outro extremo e também eu sinto isso!

2 comentários:

  1. Adorei a ideia do inventário, vai dar-me imenso jeito quando chegar ao escritório na cave. Nem quero pensar.
    Já agora, queria pedir-te desculpas pois, sem querer, apaguei um comentário teu no meu blog. Ainda sou um bocado naba nestas cenas. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Deixa-me adivinhar! O que mete mais medo no escritório é a quantidade de papelada ;) Já passei por aí e sei como é mas a sensação após destralhar toda a papelada é tão boa que vale cada gota de suor :D

      Também já apaguei um comentário no blogue sem querer, sei bem como é :P
      No worries, depois passo lá outra vez *

      Eliminar

São os comentários que tornam o blogue num sítio especial. Partilha aqui a tua opinião. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...