5 de setembro de 2013

Pro..cras..ti.. quê??

Quando encontrei a palavra "procrastinar" pela primeira vez, não consegui lê-la em voz alta. Tropeçava nas letras "r" e nem sequer sabia o que esta palavra queria dizer. Quando descobri o seu significado, fiquei admirada, não conhecia a palavra mas era uma expert no assunto, afinal definia aquilo que já fazia há muitos anos: ceder à preguiça e adiar tarefas inevitáveis.

[daqui]

Eu comecei a procrastinar muito cedo, quando ainda andava na escola, em frente à televisão. Nessa altura davam três filmes ao longo da tarde durante o fim-de-semana, o que representava uma grande tentação para mim! O estudo ia sendo adiado para daí a uma hora, assim que o filme ou a série terminassem. As tardes do fim-de-semana passavam-se assim e a ansiedade com a chegada da data de teste ia aumentando, assim como a sensação de culpa e a certeza de que da próxima vez seria diferente, estudaria com antecedência. Mesmo assim, isso não foi suficiente para quebrar o mau hábito e, na vez seguinte, voltava a fazer o mesmo: adiar o estudo para ficar a ver televisão.

Passaram-se anos assim! Quando quebrei este mau hábito (primeiro a televisão, mais tarde os joguinhos do FB), a procrastinação já se tinha instalado noutro sítio sem eu dar por isso: em casa. Adiava tarefas na esperança de que aparecessem feitas, de que uma fada madrinha aparecesse, agitasse a varinha mágica e tudo aparecesse organizado e limpo. Tarefas tão simples como fazer a cama, substituir o rolo de papel higiénico, apanhar as meias do chão, deitar a garrafa de água fora, arrumar as compras, eram constantemente adiadas!

Mas, infelizmente, nunca aparece nenhuma fada madrinha para nos substituir nas lides domésticas e procrastinar apenas conduzirá a momentos de grande stress: as tarefas acumulam-se e, quando damos por nós, a casa está numa bagunça geral! 

[daqui]
Se tu também procrastinas, tenho uma boa notícia para ti. A partir da próxima semana, todas as segundas-feiras irei propor o desafio da semana para quebrar este vício, desafio que eu própria também irei realizar.

Espero que assim te possa ajudar a vencer este péssimo hábito e que a casa passe a ser, finalmente, controlada por ti!

8 comentários:

  1. Sara, sou leitora do blog desde que vi a referência na tal reportagem. Sou especialista em procrastinar e em perder tempo, pelo que a ansiedade, o stress são constantes. ás vezes penso que só nas férias tenho realmente tempo para viver. Por isso tenho vindo aqui todos os dias, na esperança de ler novas sugestões de técnicas para contornar isto. Aguardo mais revisões dos livros que já viste sobre a temática da gestão do tempo, bem como estes novos desafios ás 2as.

    ResponderEliminar
  2. Eu estou ansiosa pelo desafio, precisando também! Acho que a procrastinação deve vir de fábrica em todos os humanos (deixa que eu me engane, tá? rsrs).

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Fico à espera... é que durante o mês de Agosto apenas procrastinei.... Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Sara tenho que te confessar que eu também pensei isso!!
    Ate ia fazer essa observação no post e acabei esquecendo...
    Resta testar né!!Srsrsr
    Beijinhos
    decorehouse

    ResponderEliminar
  5. Olá Sara, acabei de conhecer o blog, ainda só li este post e já estou a comentar porque identifiquei-me logo, às vezes estou cheia de genica para fazer tudo, outras é uma preguiça danada (a desculpa do cansaço ao fim do dia é bestial!) por isso fiquei muito curiosa com os desafios de 2ªfeira, venham eles! :)

    **
    Patrícia

    ResponderEliminar
  6. Como doutora/especialista em procrastinação, estou curiosa ;)

    ResponderEliminar
  7. Ótimo Sara, excelente iniciativa;
    é mesmo o desafio que preciso! também procas(tino).. ou procras(tino) muito (que raio de palavra...)
    Bjs e obrigado pela iniciativa.

    ResponderEliminar

São os comentários que tornam o blogue num sítio especial. Partilha aqui a tua opinião. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...