22 de outubro de 2012

Todo o mundo quer o resultado mas ninguém quer fazer o esforço

Hoje de manhã visitei os links que a Thais partilha connosco, todos os domingos no seu blogue. São sempre úteis e muito interessantes. Numa dessas leituras, houve um excerto que me prendeu a atenção. Trata-se da nossa impaciência em querer ver logo os resultados em pouco tempo, sempre que queremos atingir um objectivo...

Em um mundo cada vez mais imediatista e exposto, é cada vez mais visível que as pessoas sabem que para ter o peso que desejam precisam comer menos e fazer mais exercícios; que para se capacitar precisam estudar mais profundamente um número maior de assuntos; que para poder adquirir o produto dos seus sonhos precisam renunciar a várias outras despesas por um bom tempo – mas, mesmo querendo a melhoria e sabendo o caminho, elas não fazem o que precisa ser feito."


"Todo mundo quer o resultado, mas ninguém quer fazer o esforço"

 

 

Também eu andava a desesperar, há uns dias atrás, quando olhava para o meu quarto e não via grande evolução. Queria o resultado na hora. Depois dessa crise que durou dois dias, ganhei uma nova força e tenho continuado a destralhar. Os resultados começam a ser visíveis e talvez até demore menos tempo a atingir o objectivo do que pensava inicialmente. De qualquer forma, tento não pensar nisso e foco-me apenas no meu objectivo e no próximo passo a seguir.

Para tal, decidi que vou passar a levantar-me mais cedo. Aos fins-de-semana e dias de semana que não tenho aulas de manhã, acordo às 8h. Nos dias de aulas e laboratório, vou passar a acordar 30 minutos mais cedo. Os 30 minutos são suficientes para destralhar uma prateleira ou uma gaveta de um móvel, algo que se torna mais difícil fazer quando chego a casa por volta das 21h, quando só quero comer uma sopa e dormir.

E, por falar em sopa, lembram-se do meu objectivo de pôr-me em forma?

Pesei-me no fim-de-semana e até fiquei admirada porque perdi uns 3 kgs desde Setembro, quando voltei das férias. Neste momento, estou a vestir um 42 e quero voltar ao 36-38.



O 1º babystep, para atingir este objectivo, vai ser comer sopa em todas as refeições. Hoje é o terceiro dia e, tirando uma ida ao indiano, não falhei nenhuma refeição.

Sim, apesar de querer perder peso, vou começar por adicionar alimentos e não por cortar! Nonsense?! O resto virá por consequência (espero...). Quando adicionar sopa às refeições, vou ter menos espaço para comer o prato seguinte ou para a sobremesa. Sei que, se quero perder peso, não é boa ideia ficar obcecada com coisas que não posso comer porque isso, regra geral, produz o efeito o contrário: só me dá mais vontade de as comer.


E vocês? Quando querem perder peso, optam sempre por cortar determinados alimentos ou focam-se por incluir alimentos saudáveis nas vossas refeições?

2 comentários:

  1. Para perder peso, consultei, fez em Setembro 1 ano, um nutricionista. Alterei completamente os meus hábitos alimentares, que estavam errados até então. Consegui em 3 meses perder 12 kg. Neste momento mantenho o peso (65kg, meço 1,68). Comecei a tomar o pequeno-almoço (coisa que não fazia, tomava um café e mais nada) e passei a comer de 2 em 2 horas (meio pão, um iogurte, uma peça de fruta). A sopa antes de todas as refeições também foi outro hábito que adquiri. Boa sorte para este teu desafio. :)
    Lu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Lu!
      Ganhaste bons hábitos :) O pequeno-almoço é mesmo fundamental, nem sei como conseguias estar até ao almoço só com um café no estômago!

      Eu vou tentar fazê-lo sozinha mas claro que, num caso limite, procuro um nutricionista, que os médicos também vão ao médico!

      Temos a mesma altura!

      Eliminar

São os comentários que tornam o blogue num sítio especial. Partilha aqui a tua opinião. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...