14 de janeiro de 2012

Para um blog onde "o menos é mais"



Há uns dias atrás comprei um livro que a minha mãe já andava a namorar há uns tempos, Power of Less, de Leo Babauta. Como a minha mãe não tem grandes amores pela língua inglesa, estou a ajudá-la a traduzir o livro para português para poder lê-lo sempre que quiser. Volta e meia, é a minha mãe a traduzir um artigo em francês para mim, língua que quero muito reaprender...

Ao ir corrigindo ou acelerando o processo de tradução do livro, acabo por lê-lo também e já me sinto contagiada por esta temática do minimalismo, seja material, mental ou emocional.

Decidi começar a aplicar algumas das poucas coisas que já li, aqui, no blog. 
Quando o criei foi algo espontâneo. Não pensei se iria escrever acerca de um só tema ou de vários assuntos. Pensei apenas escrever consoante o meu dia-a-dia, sobre coisas que me inspirassem, de que gostasse muito ou que quisesse partilhar. Passado uns três meses, sinto isso mesmo, que o blog fala sobre um pouco de tudo e sobre nada em concreto. Algo que, pessoalmente, não me agrada. Decidi, então, focar o blog em temas mais específicos. Restava saber quais.


Fiz uma lista dos temas que mais me interessam, aqueles que me dão mais prazer aprender, explorar e partilhar. Surgiram demasiados para um só blog que pretende ser mais concreto. Pesquisei na internet e encontrei um artigo que dava dicas para a escolha dos temas de um blog. Li que devemos pensar se daqui a seis meses, ou um ano, ainda nos vemos a escrever sobre essas mesmas coisas. A partir desta dica foi fácil riscar muitos dos temas que tinham surgido, simplesmente porque achei que seria um tédio passar tanto tempo a falar sobre eles. O tema que, ao riscar, me deixou mais perplexa foi "moda". Eu gosto de moda, gosto de ver as montras, gosto de conhecer as novidades e entre os meus 16-20 anos posso dizer que gastei bastante dinheiro em roupa, sapatos, botas e acessórios. Mas essa fase louca passou. Sou vaidosa e, regra geral, tenho bastante cuidado com a minha imagem mas daí a gastar horas a explorar este mundo vai uma grande diferença. Já para não dizer que a blogosfera tem milhares de blogs sobre este tema e o meu não iria fazer diferença alguma. Sejamos sinceros.


Que temas sobraram? Poucos. E estes poucos podem ser agrupados em duas categorias: aqueles sobre os quais já aprendi alguma coisa ou que conheço relativamente bem e outros que estou agora a descobrir e que gostaria de explorar.

No primeiro grupo tenho a nutrição, actividade física e saúde no geral. Pratiquei durante muitos anos yoga e artes marciais e sinto um fascínio pela meditação. Leio também bastante e gosto de partilhar sobre os livros que vou conhecendo.

No segundo grupo tenho alguns temas que estão interligados entre si, uma espécie de anti-materialismo (provavelmente decorre dos anos de prática de yoga). Gosto muito dos temas ligados à preservação da natureza e do ambiente, trabalhos manuais, formas de poupar tempo e/ou dinheiro. Gosto de cozinhar, de preferência coisas simples, rápidas mas muito saborosas (e quero aprender muito mais) e de decoração bonita mas minimalista.


A minha resolução para os próximos dias, em paralelo com os quilos de informação que ainda tenho de estudar para os restantes três exames, é direccionar o blog para estes temas.


Às visitas mais regulares, espero não vos desiludir com esta decisão. Aos que por cá continuarem e aos novos visitantes, serão sempre muito bem-vindos. Os vossos comentários e as vossas sugestões tornam toda esta partilha muito mais especial. Obrigada!

4 comentários:

  1. fico à espera desses novos temas, parecem apaixonantes ;)
    Força!

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Olá, Sara. Sou jornalista e gostava de falar consigo. Por favor, diga-me como o posso fazer. O meu mail é dmota@jn.pt. Muito obrigada. Dora Mota

      Eliminar
    2. Já lhe enviei um e-mail. Sara

      Eliminar

São os comentários que tornam o blogue num sítio especial. Partilha aqui a tua opinião. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...