31 de janeiro de 2012

De regresso ao mealheiro

Depois de ponderar os pós e contras decidi que, a partir de amanhã, passo a deixar o cartão em casa e faço as compras a dinheiro. Quero verificar se esta alteração de hábitos tem algum efeito pelo final do mês. A minha ideia é definir uma quantia mensal que posso gastar, dividi-la pelas semanas do mês em questão e colocar esse valor na carteira no início de cada semana. Em cada domingo se restarem trocos vão para o mealheiro. 

Decidi fazer isto porque sempre que chego ao fim do mês restam-me 0 cêntimos na conta à ordem... Mesmo que vá controlando os gastos, quando falta pouco para o mês acabar olho para essa quantia poupada e decido comprar um mimo. Só que, por vezes, ganho algum entusiasmo e o mimo transforma-se numa tarde de compras... Já quando era pequena, a minha mãe dizia que não podia levar-me com ela até ao supermercado porque, quando eu ia, acabava por gastar muito mais. Ir às compras está-me no sangue.. mesmo que seja apenas para comprar um pacote de cereais! É claro que com os cereais, vem o leite e com o leite o açúcar e o café and so on.

Com o mealheiro não vou ter coragem para fazer o mesmo. Desde pequena custa-me imenso retirar as poupanças do mealheiro mesmo que o objectivo dessa poupança fosse precisamente comprar algo. Acabava sempre por pensar que poderia aparecer outra coisa de que gostasse ainda mais e continuava a poupar. Isto fez com que ainda no secundário já tivesse uma conta a prazo de que me podia orgulhar. Com o dinheiro à ordem, que está à distância de quatro dígitos, sempre tive dificuldades em poupar. Daí ter decidido cortar o mal pela raiz e voltar a utilizar o mealheiro. 

No final de cada semana, hei-de partilhar convosco o que consegui poupar.  Vamos lá ver se a história do mealheiro ainda resulta!


O mealheiro ainda tem lugar nas vossas casas?

Sem comentários:

Enviar um comentário

São os comentários que tornam o blogue num sítio especial. Partilha aqui a tua opinião. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...