11 de janeiro de 2013

A (verdadeira) dieta de Dr. Atkins

Será que as dietas publicadas nas revistas e na internet funcionam realmente?
 
Se funcionassem, a obesidade, que se considera hoje uma pandemia, não existiria! Claro que, inicialmente, até se pode perder algum peso mas a saúde sai prejudicada e, mais tarde, o peso perdido volta e com direito a uns quilos extra!


Infelizmente o termo “dieta” é cada vez mais associado a um regime alimentar muito restritivo e prejudicial para a nossa saúde. Dieta significa “regime alimentar que satisfaz as necessidades particulares de uma pessoa” (Dicionário Porto Editora) mas ganhou uma enorme conotação negativa com o aparecimento de "dietas" como a do Dr. Atkins e a de South Beach. Neste blogue será sempre feita a distinção entre um regime alimentar correcto e saudável como dieta (sem aspas) e “dieta da moda” como “dieta” (com aspas)!
 
As “dietas” propostas não têm em consideração as necessidades nutricionais de um indivíduo e são desenhadas para que ocorra uma perda de peso drástica na fase inicial, com o intuito de motivar os seus seguidores. No entanto, por não respeitarem as bases do metabolismo, são dietas impossíveis de serem seguidas a médio e a longo prazo. Os seguidores da "dieta" não têm, geralmente, conhecimento disso e os sentimentos de frustração e culpa surgem assim que a dieta é abandonada, apesar de não estar sequer formulada para o sucesso!
O Dr. Atkins, apesar de ter sido cardiologista, criou em 1972, uma das “dietas” mais perigosas para o ser humano, que tem como base o grande consumo de proteínas. Infelizmente, essa mesma dieta tornou-se numa das mais famosas, tendo sido best-seller quando criada e recentemente, ao ser relançada. Para além disso, este mesmo médico criou ainda uma empresa que desenvolvia produtos baseados na sua “dieta”... e, enquanto enriquecia, vários seguidores dessa mesma dieta morreram! Não sei, exactamente, quando é que os cientistas compreenderam as causas dessas mortes. De qualquer forma, pergunto-me até que ponto esclareceram as pessoas em relação aos riscos que correm ao seguir esta dieta uma vez que é, ainda hoje, seguida por muitas pessoas e promovida em sítios da internet.

 
O que acontece então no organismo quando se segue a “dieta” do Dr. Atkins?
 
Quando ingerimos grandes quantidades de proteínas, são produzidos corpos cetónicos durante a digestão. Como estes compostos são altamente tóxicos, o organismo tenta livrar-se deles, eliminando-os através da urina. No entanto, como a quantidade destas substâncias tóxicas é enorme (porque a ingestão de proteínas está aumentada), o organismo é obrigado a recorrer a toda a água que possui (mesmo aquela que não é suposto perdermos na urina) para conseguir dissolvê-las na urina, provocando uma perigosa desidratação. Para além da desidratação (que já é suficiente para conduzir à morte) esta “dieta” é também rica em gorduras, provocando o aumento do colesterol LDL (o "mau colesterol") e aumentando, consequentemente, o risco de doenças cardiovasculares. Por outro lado, a restrição de hidratos de carbono provoca pouca tolerância à prática de actividade física devido a enxaquecas frequentes, tonturas e fraqueza.

E tu, já seguiste alguma "dieta da moda"? Conseguiste atingir os teus objetivos?

4 comentários:

  1. Conheço quem tenha perdido 10 kg num mês na dieta da Naturhouse. Eu também lá fui algumas vezes mas como não aceitei diversas restrições nem comprei suplementos, limitei-me a controlar quantidades e aí notei grandes efeitos sem me fazer mal. Aliás, mesmo em férias emagreci 2 kg em 15 dias, sem comprar nada deles. De resto, foi por isso que deixei de lá ir porque a senhora da loja ficou meia chateada por a reeducação alimentar ter resultado tão bem sem eu ter comprado praticamente nada... não sei se estás a ver ;) Comprava apenas umas tostas muito saborosas que lá vendem e um doce de mirtilos absolutamente divinal.
    Mas a tal pessoa dos 10 kg num mês anda a roçar perigosamente os distúrbios alimentares e tem um IMC abaixo do recomendável... Decididamente não é o que eu quero para mim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, percebo que a senhora da loja tenha ficado chateada porque, pelo que contas de ti, estás longe de ser uma boa cliente para eles! Estas empresas fazem dinheiro à custa dos suplementos e produtos alimentares que vendem, não é de grande interesse para eles que um cliente perca peso através da reeducação alimentar. Espero que a tua amiga ou amigo ultrapasse essa situação que não é assim tão rara... uma perda de peso drástica em pouco tempo poderá conduzir a distúrbios alimentares, tal como referes... E, se essa pessoa já está com um IMC abaixo do recomendável, à partida não teria muito peso a mais por isso, os 10 kg perdidos num mês ainda fazem maior mossa... poderia perfeitamente ter perdido esse mesmo peso em três ou quatro meses, de uma forma saudável.

      Eliminar
    2. Sara, ela tinha franco excesso de peso. O problema é que não soube parar... e passou de um peso dentro da obesidade para o oposto. Ou seja, o objectivo deles foi fazê-la perder peso drasticamente para ser boa publicidade. Não resolveu outros problemas e continua a lidar muito mal com a comida...

      Eliminar
    3. Isso então é outra coisa, tinha ficado com a ideia que tinha perdido os 10 kg num mês e tinha ficado por aí... Infelizmente não é a primeira vez que sei de uma situação dessas... Espero que ela consiga ter ajuda e força para ultrapassar esse problema!

      Eliminar

São os comentários que tornam o blogue num sítio especial. Partilha aqui a tua opinião. Obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...